Piqué desmente notícia sobre seu salário no Barcelona e mostra extrato bancário com o real valor recebido

·1 min de leitura


Um dos líderes do elenco do Barcelona, o zagueiro Gerard Piqué veio a público para desmentir uma informação veiculada na imprensa espanhola a respeito de seu salário. Após o jornalista Lluis Canut, da "TV3", dizer que o defensor tinha vencimentos de 28 milhões de euros anuais (R$ 180 milhões), o atleta de 34 anos o rebateu.


Em publicação nas redes sociais, Piqué mostrou o seu extrato bancário com o depósito de 2,3 milhões de euros (R$ 14,8 milhões) por parte do Barcelona. De acordo com o jogador, o valor é referente a 50% do salário anual, que é pago em duas parcelas: uma no fim do ano e outra ao término da temporada. Desta maneira, seu salário anual é de 4,6 milhões de euros (R$ 29,6 milhões).

- Personagens como esse estão usando uma televisão pública para defender seus amigos. Aqui está 50% da minha folha de pagamento recebida em 30 de dezembro. Seja um pouco respeitoso - publicou Piqué em seu Twitter.

+ Veja a tabela e os jogos da La Liga


Ainda segundo o jornalista, Sergio Busquets teria o segundo maior salário do Barcelona, com 23 milhões de euros por ano (R$ 148 milhões), seguido de Jordi Alba, com 20 milhões de euros (R$ 128 milhões).

+ Novo rico, Newcastle vai às compras e confirma primeiro reforço. Veja quem mais está na mira do clube

Em nota, o Barcelona se pronunciou sobre o caso e acusou o jornalista de "má-fé". Veja abaixo na íntegra o pronunciamento do clube catalão.

"Em relação às manifestações do senhor Lluís Canut realizadas no programa 'Onze' da TV3, o FC Barcelona quer esclarecer o seguinte:

1. A informação sobre os vencimentos de determinados jogadores da primeira equipe não foi, em qualquer caso, disponibilizada pelo Clube e a sua origem é desconhecida.

2. Em qualquer caso, os valores a que se refere a informação são errados, não correspondem à realidade e, ainda, no caso dos três primeiros intervenientes referidos, dá-se como valores fixos que, sendo variáveis, possivelmente nunca serão alcançou o mérito.

3. É falso que os referidos jogadores tenham apenas diferido 100% do seu salário. Os senhores Piqué, Busquets e Alba cederam parte do salário quando assinaram a última renovação de contrato no verão passado.

Consideramos isso impróprio, pouco profissional e que agiu de má-fé quando esta informação é oferecida como verdadeira e lamentamos que sejam fornecidos dados deste tipo que afetem os direitos pessoais dos jogadores e que mereçam, quando verdadeiros, a maior confidencialidade."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos