Piqué: "críticas ao Barcelona são exageradas"

Zagueiro sabe que o time do Camp Nou não seguiu seu padrão habitual, mas está confiante de que uma melhora não está longe
Zagueiro sabe que o time do Camp Nou não seguiu seu padrão habitual, mas está confiante de que uma melhora não está longe

Gerard Pique admite que o Barcelona pode melhorar, mas afirma que o nível de críticas que recebeu nesta temporada foi injusto.

O Barça lidera La Liga após 12 jogos, apesar de ter sofrido três derrotas, duas a mais que o rival Real Madrid e o Atlético de Madrid.

Os atletas de Ernesto Valverde voltaram a se formar antes do intervalo internacional com uma vitória por 4-1 sobre o Celta Vigo, que se seguiu a uma derrota por 3-1 no Levante e o empate sem gols na Liga dos Campeões com o Slavia Praga.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Embora alguns tenham discordado tanto dos resultados quanto do desempenho, o zagueiro Piqué acredita que as avaliações foram injustas.

"Vencemos os dois últimos títulos da liga, somos os líderes de La Liga e do grupo na Liga dos Campeões. As críticas que estamos recebendo são excessivas", disse Pique ao programa de rádio El Partidazo de COPE.

"Podemos jogar melhor? É claro, mas ainda resta muito da temporada. O Barça é o time com menos resultados negativos no mundo. Não é suficiente vencer, os fãs deixaram isso claro. Temos que vencer jogando bem, e é verdade que, no momento, não estamos no nível que deveríamos estar".

O hat-trick de Lionel Messi levou os campeões espanhóis à vitória do fim de semana passado, com Sergio Busquets a somar o quarto.

Antoine Griezmann não conseguiu encontrar a rede antes de ser substituído e já passou cinco jogos pelo clube sem marcar.

Antes da partida do Celta, o técnico do Barça, Valverde, sugeriu que o francês ainda esteja se adaptando a um novo estilo de jogo.

Piqué espera que Griezmann, ex-astro do Atlético de Madrid, acabe enfrentando um membro do elenco de apoio.

"Ele sempre teve sucesso com a Real Sociedad e o Atlético, mas é verdade que ele chegou a um time, o Barça, que não joga por ele", afirmou.

"Nesse sentido, ele precisa saber como encontrar seu espaço, mas o encontrará porque tem muito talento. Eu particularmente valorizo ​​o quanto ele nos ajuda em tarefas defensivas".

Após o intervalo internacional, o Barcelona viajará para enfrentar o Leganés antes de um jogo em casa contra o Borussia Dortmund na Liga dos Campeões, uma competição em que eles ainda não conquistaram seu lugar na fase eliminatória.

Leia também