Pigossi destaca confiança para BJK Cup após final na Colômbia

Divulgação


Laura Pigossi, atleta que treina na AD In Academy, em Barcelona, na Espanha, foi vice-campeã, na madrugada desta segunda-feira, no torneio W60 de Barranquilla, na Colômbia, evento sobre o piso duro com premiação de US$ 60 mil.

Laura, 106ª colocada, superou a ucraniana Kateryna Bondarenko, 16ª favorita, por 7/5 6/2 na semifinal jogada no começo da noite de domingo após atraso de horas por conta da chuva. Já na madrugada de segunda, fim de noite de domingo no horário colombiano, foi superada pela húngara Panna UIdvardy, principal favorita e 86ª colocada, por 6/2 7/5.


Esta foi a segunda final do ano da paulistana que foi vice-campeã no WTA 250 de Bogotá, na Colômbia, em abril: "Feliz com essa semana, consegui engatar uma sequência boa de jogos onde consegui jogar com a intensidade bem alta e da maneira como venho treinando. A final acabou sendo no detalhe, mas fico com o positivo dessa semana e também com as boas sensações", disse Laura que segue nesta segunda-feira para Tucuman, na Argentina, para se juntar ao time do Brasil que encara a Argentina nos dias 11 e 12 pela Billie Jean King Cup, maior competição de países do circuito, duelo que vale a vaga nos Qualifiers para 2023.


"Já morrendo de vontade de chegar na Argentina, encontrar a nossa equipe e começar a me preparar pro play off ao lado delas. Eu acredito 100% no nosso time e acredito que a gente tem total condições de fazer um bom confronto .. venho embalada, cheia de energia e com muita vontade formar parte do time do Brasil," disse a atleta patrocinada pela ASICS, Banco BRB e pela Confederação Brasileira de Tênis.


Após a disputa com o Brasil, Laura tem programado disputar os WTAs 125 de Montevidéu, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina, e o W60 do Rio de Janeiro.