Pete Sampras diz que Djokovic é maior tenista de todos os tempos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Novak Djokovic comemora após vencer na estreia do ATP Finals em Turim
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Reuters) - O debate sobre quem é o maior tenista de todos os tempos divide opiniões há anos, mas o norte-americano Pete Sampras não tem dúvidas de que o sérvio Novak Djokovic merece o título.

Djokovic, Roger Federer e Rafa Nadal estão empatados com 20 títulos de Grand Slam em simples cada e os fãs e especialistas continuam discutindo sobre quem deve ser considerado o maior da história.

Djokovic, de 34 anos, o mais jovem do trio, tem sido incomparável em consistência e sucesso nos últimos anos e já superou o recorde de Federer de manter-se como número 1 do ranking mundial masculino por mais semanas.

Este mês, o sérvio rompeu o empate com seu ídolo de infância Sampras, conquistando o número 1 do mundo no final do ano, com um recorde de sete vezes.

"Sete anos, para ele, tenho certeza que ele vê isso como um bônus para todos os campeonatos que conquistou", disse Sampras segundo o site ATP Tour https://www.atptour.com/en/news/celebrating-djokovic-record-seven-finishes-at-year-end-no-1. Sampras conquistou 14 títulos de Grand Slam na simples antes de se aposentar após o Aberto dos Estados Unidos de 2002.

"Mas acho que ele vai apreciar mais à medida que envelhecer. Ele fez isso em um momento em que dominava dois dos grandes nomes, Roger e Rafa, e lidou muito bem com a próxima geração de jogadores --todos ao mesmo tempo", disse.

"Eu acho que o que Novak fez nos últimos 10 anos, vencendo os campeonatos, sendo consistente, terminando em primeiro lugar por sete anos, para mim é um sinal claro de que ele é o maior de todos os tempos."

Djokovic, que também conquistou o 37º título de ATP Masters em Paris neste mês, foi presenteado com o troféu de número 1 do mundo no final do ano na segunda-feira em Turim, Itália, após sua vitória sobre Casper Ruud da Noruega pelo ATP Finals, que encerra a temporada.

"Eu fui 'O Cara' por muitos anos, e ele tem sido 'O Cara' ainda mais", disse Sampras.

(Por Sudipto Ganguly em Mumbai)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos