Sem lugar, Cristian reclama: 'As pessoas poderiam ser mais claras'

'As coisas foram muito claras': Carille não procura Cristian após desabafo
.

Exibir galeria

Menos de 20 dias após receber uma homenagem da diretoria do Corinthians em razão das cem partidas alcançadas com a camisa alvinegra no amistoso contra a Ferroviária, na Arena, o volante Cristian fez uma forte crítica ao técnico Fabio Carille e ao gerente de futebol do clube, o ex-lateral Alessandro Nunes. De acordo com o jogador de 33 anos, o tratamento oferecido pelo Timão foi inadequado e a ausência na lista de inscritos do Campeonato Paulista sem aviso prévio comprometeu sua temporada.

- Se me avisam isso antes, em dezembro, quando já estava todo mundo sabendo da programação, seria mais fácil para todo mundo, não teria esse transtorno todo nem para mim e nem para o Corinthians. Acho que as pessoas podiam ter sido mais claras em dezembro, em vez de esperar o campeonato começar para avisar. Seria mais justo, acho que da parte deles e da minha, você avisa para um funcionário que ele não serve e ele tem tempo adequado para procurar outras coisas. As pessoas podiam ser mais claras, não só o Fabio, mas o Alessandro também - disse Cristian, em entrevista à TV Globo.

Cristian foi um dos 12 jogadores do elenco do Corinthians retirados da lista de 28 inscritos no Campeonato Paulista, ao lado de Matheus (goleiro), Diego (goleiro), Ameixa (volante), Mantuan (volante), Danilo (meia), Rodrigo Figueiredo (meia), Pedrinho (meia), Luidy (atacante), Carlinhos (atacante), Bruno Paulo (atacante) e Mendoza (atacante). Exceção feita a Danilo, que está lesionado e só volta aos treinos em abril, todos recém-contratados ou promovidos da base. Menos Cristian.

- Eu tinha uma vontade grande de continuar, sei que as coisas não dependem só de mim, mas a situação como está hoje... Preciso jogar, independentemente de qual clube. Bobo a gente não é, não estou inscrito no Paulista, o que vai mudar nos outros campeonatos? Teve a Copa do Brasil e não fui usado. Tem de continuar treinando, quando vier uma oportunidade boa para mim... Se não sou usado hoje, nada vai mudar em três meses - disse o volante.

Ídolo da torcida do Corinthians em razão da primeira passagem, entre 2008 e 2009, Cristian foi repatriado no início de 2015, mas não conseguiu reeditar o nível e a frequência de atuações da outra oportunidade. Ano passado ele ganhou chances com Tite e Oswaldo de Oliveira, mas ficou fora do time com Cristóvão Borges e Fabio Carille, a quem acusou de "falta de critério".

Cristian tem contrato com o Corinthians até o fim deste ano e procura outro destino para seguir a carreira.

Lamentamos que você não tenha gostado deste comentário. Informe um motivo abaixo.

Tem certeza?
Classificação falhou. Tente novamente.
Falha na solicitação. Tente novamente.
Promoveremos comentários construtivos e espirituosos para aparecerem primeiro, todo mundo vai vê-los!
Lamentamos, mas não é possível carregar comentários no momento. Tente novamente.