Pesquisa estuda benefícios do açaí para pacientes com coronavírus

Vida e Tal
·2 minuto de leitura


O açaí é uma das frutas mais populares do Brasil. Além de seu sabor inconfundível, que já caiu no gosto de brasileiros de todas as regiões do país, a fruta típica da Região Norte possuiu diversos benefícios para a saúde, entre eles efeitos anti-inflamatórios. E é com base nisso que pesquisadores de Canadá e do Brasil estão testando a eficácia de extrato de açaí no tratamento de covid-19.

O estudo está sendo conduzido pelos pesquisadores Michael Farkouh e Ana Andreazza, da Universidade de Toronto. Com base em estudos anteriores, eles acreditam que o poder anti-inflamatório da fruta pode melhorar a recuperação de pacientes com o novo coronavírus e ajudar a prevenir complicações causadas pela inflamação.

Os testes estão sendo realizados no Brasil e no Canadá. Os centros de pesquisa incluem o Women’s College Hospital, a Scarborough Health Network e a Universidade de São Paulo (USP). Para o estudo, Farkouh e Andreazza recrutaram cerca de 580 pacientes com resultado positivo para o coronavírus no Canadá e no Brasil. Metade deles recebeu doses do medicamento experimental e a outra metade, um placebo.

A expectativa dos pesquisadores é que a intervenção precoce com o extrato, se for eficaz, evite os sintomas mais prejudiciais associados aovírus. O estudo deve durar 30 dias e seus resultados serão divulgados até o final de 2020.

- Eu sempre acreditei na força do açaí. Ela sempre foi muito mais que uma fruta saborosa. Os efeitos positivos do consumo do açaí para a saúde são vários, ainda mais se consideramos o seu valor nutricional. Por isso, saber que o açaí pode ajudar no combate a covid-19 me deixa extremamente feliz. Espero que os estudos comprovem mais essa eficácia do açaí e que essa fruta tipicamente brasileira se popularize ainda mais - disse o empresário Bony Monteiro, dono da empresa Bony Açai.