Peru pede garantias anticovid ao Brasil para jogo das Eliminatórias

·3 minuto de leitura

O Peru pediu garantias sanitárias às autoridades brasileiras para que os jogadores de sua seleção não corram o risco de contágio de covid-19 para o jogo desta quinta-feira pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022, informou nesta terça-feira a Federação Peruana de Futebol (FPF).

"A diretoria manifestou preocupação em contar com as garantias. De que não haja nenhum problema em termos de risco porque tem gente que saiu da bolha (sanitária) na delegação brasileira e tem que tomar as medidas cabíveis (para evitar contágios)", disse o gerente de seleções da FPF, Antonio García Pye à rádio RPP.

"O que aconteceu com o (jogo) Brasil e Argentina ocorreu em circunstâncias diferentes das que podem existir conosco", disse García após confirmar que continua dialogando com as autoridades brasileiras sobre a partida.

O superclássico Brasil-Argentina foi suspenso no domingo devido à entrada em campo da Neo Química Arena de agentes sanitários brasileiros que tentaram deportar quatro jogadores da 'Albiceleste' que atuam na Inglaterra, país que está entre os vetados pelo Brasil para a entrada de seus cidadãos ou residentes devido à pandemia de coronavírus.

"Estou em comunicação permanente com eles. O lógico e habitual é que as equipes locais deem todas as facilidades aos visitantes para que as coisas possam se desenvolver bem", acrescentou.

O Peru não tem nenhum jogador de sua seleção jogando na Inglaterra.

García Pye descartou a mudança de local da partida por ser "impossível realizá-la em termos logísticos".

A FPF confirmou que a seleção chega a Recife na noite de terça-feira e treina na Ilha do Retiro, do Sport, na quarta e quinta-feira pela manhã.

A seleção peruana não vai realizar o reconhecimento do gramado da Arena Pernambuco.

- Sem Guerrero mas com Lapadula -

Sem o atacante Paolo Guerrero, mas com Gianluca Lapadula como seu substituto, o Peru treinou nesta terça-feira na Villa Deportiva Nacional em Lima para enfrentar o Brasil na quinta.

Depois de ganhar fôlego nas eliminatórias após vencer a Venezuela, o Peru precisa de um resultado positivo diante da ainda invicta seleção do técnico Tite.

O 'Predador' Guerrero não poderá jogar em Recife contra o Brasil devido ao acúmulo de cartões amarelos.

O atacante de 37 anos deixou a concentração da seleção peruana na tarde de segunda-feira para viajar ao Brasil e se juntar ao elenco do seu clube, o Inter de Porto Alegre.

O atacante ítalo-peruano Gianluca Lapadula ficará encarregado de comandar o ataque da equipe 'inca'.

Lapadula, de 31 anos, foi titular na vitória por 1 a 0 sobre a Venezuela, em Lima.

"Será um jogo muito difícil, mas com este grupo sinto que podemos alcançar qualquer resultado em qualquer campo", disse Lapadula, citado pelo site da Federação Peruana de Futebol (FPF).

Sob o comando do técnico argentino Ricardo Gareca, a seleção peruana treinou no gramado do Estádio Nacional com 24 jogadores convocados, entre eles os meias Renato Tapia, Christian Cueva, Yoshimar Yotún e os atacantes André Carrillo e Lapadula.

"Vamos tentar dar o nosso melhor e somar os três pontos. Jogamos para vencer todas as partidas", disse Tapia à imprensa.

O meio-campista Sergio Peña foi cortado da seleção peruana após sofrer uma lesão.

Na primeira rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo, em outubro de 2020, o Brasil derrotou o Peru por 4 a 2 em Lima.

O Peru, com 8 pontos, está em sétimo lugar no torneio classificatório, liderado pelo Brasil, que tem 21.

cm/ljc/ol/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos