Perto de voltar à segunda divisão após 30 anos, Schalke anuncia demissão de diretor esportivo

LANCE!
·2 minuto de leitura


Na lanterna do Campeonato Alemão com apenas uma vitória em 21 partidas, o Schalke 04 anunciou que Jochen Schneider, diretor esportivo do clube, não fará mais parte do staff após o final da temporada atual. Ele tinha contrato até junho de 2022.

VEJA A TABELA DA BUNDESLIGA

- Infelizmente, nos últimos doze meses, não fomos capazes de implementar o que nos propusemos a quase dois anos atrás. Não há dúvida de que sou responsável pelo planejamento, desenvolvimento e decisões que sempre tomei, de acordo com meu conhecimento e crença. Isso também inclui decisões erradas que me deixam muito zangado quando penso nelas. Vamos tentar de tudo até à última rodada, contra todas as projeções, para tentar ficar no campeonato. Apesar disso, acredito firmemente na força e grandeza do nosso clube e farei tudo ao meu alcance para tornar a transição o mais fácil possível para a nova liderança esportiva. O S04 é e continuará a ser um grande clube que esperamos que em breve volte mais forte desta situação extremamente difícil - disse Jochen Schneider.

- O conselho fiscal concorda que mudanças fundamentais na área esportiva são necessárias para tirar o Schalke 04 da crise e chegar a um futuro de maior sucesso. Ser minucioso é mais importante do que tomar uma decisão rápida em relação à nova estruturação do departamento de titular do clube. Temos total confiança nas habilidades de Mike Büskens, Peter Knäbel e Norbert Elgert para continuar o planejamento intensivo para a nova temporada. Os três carregam o DNA do Schalke e representam os valores do nosso clube. Ao mesmo tempo, estamos certos de que Jochen Schneider dará tudo pelo Schalke 04 até o último dia. Somos muito gratos a ele por seu empenho incansável em tempos que não eram nada fáceis - comentou Jens Buchta, presidente do conselho fiscal do clube.

O Schalke é o último colocado da Bundesliga com apenas nove pontos somados em 63 possíveis (uma vitória e seis empates). São nove pontos de diferença para o primeiro colocado fora da zona de rebaixamento.