Personagem de vitória do Flu na Libertadores, Egídio aciona ex-clube na Justiça pela segunda vez - saiba detalhes

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

O lateral-esquerdo Egídio foi personagem da segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. Ele cruzou a bola para Fred marcar o segundo gol do Fluminense na vitória sobre o Santa Fe-COL, fora de casa, por 2 a 1, mas depois acabou expulso e deixou o time na mão por algum tempo. Nesta quinta-feira, ele aparece novamente como destaque nas manchetes, mas por conta de mais uma ação movida contra seu ex-clube, o Cruzeiro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O atleta, que já cobra mais de R$ 5,6 milhões na Justiça do Trabalho - a primeira audiência entre as partes está marcada para 7 de junho - , agora faz uma segunda movimentação junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Segundo dados trazidos pelo GE.Globo, ele exige o pagamento de R$ 1.482.962,00 relativos a direitos de imagem de seu contrato com a Raposa. Conforme a defesa de Egídio, ele e o clube assinaram um "Instrumento particular de distrato de outorga de direitos de exploração de imagem e outros conexos, assunção de dívida e promessa de pagamento".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Através deste documento, ficou acertado o repasse de R$ 980 mil, sendo R$ 560 mil referente a direitos de imagem entre maio e dezembro de 2019 e mais R$ 420 mil pela rescisão do contrato de direito de imagem. Ao mesmo tempo, o lateral deixaria de receber R$ 420 mil a que ainda tinha direito. Os R$ 980 mil seriam quitados em 20 parcelas de R$ 49 mil, a partir de 10 de janeiro de 2020. Entretanto, nenhuma parte foi paga, o que faz-se necessário colocar em prática um termo do distrato, que aponta para a volta do débito ao valor original, afora juros e correção monetária.

Para mais notícias do Cruzeiro, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.