Pelo Bolívar, Zago alcança melhores marcas na carreira como técnico

Zago ficou quase um ano e meio no comando do Bolívar-BOL (Foto: Divulgação/Bolívar)


De olho em novos desafios após saída recente do comando do Bolívar-BOL, Antônio Carlos Zago deixou o time celeste com ótimas marcas conquistadas ao longo do tempo em que esteve por lá.

Campeão do Apertura, o time boliviano teve o brasileiro como técnico em 75 oportunidades. Período em que a equipe conquistou 49 vitórias e 13 empates, além de ter marcado 174 gols e sofrido 71.

Número esse que representa o melhor índice da carreira de Zago como técnico ao ter garantido 71% dos pontos disputados. Como efeito de comparação, a melhor marca do brasileiro, até então, havia sido pelo Red Bull Bragantino com 66% de aproveitamento.

- Acredito que é hora de trilhar novos caminhos, consciente do sucesso e do carinho conquistados no Bolívar. Me sentirei eternamente grato por todo o esforço de todos durante minha estada (principalmente dos jogadores, meus guerreiros) e de longe continuarei torcendo para que o clube alcance seus objetivos - escreveu o brasileiro em sua despedida nas redes sociais.

MAIS NÚMEROS

Foi também no Bolívar que Zago alcançou a sua principal série invicta como treinador ao ter permanecido 15 partidas sem ser derrotado. Anteriormente, a maior sequência do técnico, sem ter sofrido um revés, era de 12 jogos no comando do Juventude.

Ainda sob o comando do brasileiro, o time celeste obteve incríveis dez vitórias consecutivas. Foi a melhor marca do treinador e que contribuiu para que o clube vencesse o título (Apertura) que o colocou novamente na fase de grupos da Libertadores em 2023.

Essa etapa da competição continental não era disputada pela Academia desde a edição 2020, ano em que dividiu a mesma chave com Palmeiras, Guarani (Paraguai) e Tigre (Argentina).