Pela semi, URT e Galo empatam em duelo marcado por erros defensivos

O domingo de Páscoa não foi doce como esperado pela torcida do Atlético-MG. Diante da URT e atuando como visitante em pleno Mineirão, o Galo empatou em 1 a 1 pela ida das semifinais do Campeonato Mineiro. Os gols do confronto, marcado por tempos distintos e falhas nas defesas, foram anotados por Rafael Moura e Marques.

Como teve o estádio em Patos de Minas vetado, a URT optou por mandar o duelo no principal palco do estado. Como era de se esperar, o estádio estava repleto de atleticanos, que empurraram a equipe de Roger Machado desde o apito inicial. Antes, cabe ressaltar, a equipe mandante recebeu o troféu de campeão do interior.

O JOGO

Com a bola rolando, o Atlético-MG assumiu à frente da corrida pela vantagem e, bastante superior tecnicamente e com muito volume ofensivo, criou diversas oportunidades. Antes do gol marcado pelo He-Man, Robinho e Cazares, titular na vaga de Luan, lesionado e outra importante baixa, desperdiçaram boas chances de inaugurar o placar.

Do outro lado, o goleiro Giovanni só via a meta ameaçada com finalizações de fora da área. Já o goleiro rival, Juninho, saiu na bronca com a sua defesa, que cochilou em algumas ocasiões, como no lance do gol, inclusive. O zagueiro Rodolfo titubeou, e Rafael Moura, oportunista, tocou com categoria, fazendo com que os alvinegros não lamentassem a ausência de Fred.

Pouco antes do intervalo, Rafael Carioca foi obrigado a parar uma promissora investida adversária, já na entrada da área, e levou cartão amarelo. Com isso, ficou suspenso para o duelo da volta. Na volta do vestiário, a URT deve ter se animado com o lance em cima do volante. Logo aos quatro minutos, o time de Rodrigo Santana foi cirúrgico e aproveitou um vacilo da zaga: Marques recebeu de Allan Dias e deixou tudo igual.

A partir da igualdade no marcador, o Atlético passou a se afobar com a bola nos pés, enquanto os mandantes, mais organizados, incomodavam Giovanni, obrigado a trabalhar para evitar a virada. O técnico Roger via a torcida cobrar, rapidamente mexeu três vezes, tirando até Robinho, mas as alterações não surtiram efeito. Leonardo Silva ainda se atirou na área nos minutos finais, visando um gol salvador de cabeça, porém o justo empate se manteve.

VOLTA NO HORTO

Apesar de algumas vaias atleticanas, o resultado é melhor para o Atlético-MG, mas deixa tudo em aberto para o jogo de volta, a ser realizado no próximo domingo, no Independência. Lá, o mando de campo será do Galo, que joga pelo empate para avançar à final.

FICHA TÉCNICA
URT 1 X 1 ATLÉTICO-MG


Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 16/4/2017 - às 11h (de Brasília)
Árbitro: Jefferson Antonio da Costa (MG)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira (MG) e Magno Arantes Lira (MG)

GOLS: Rafael Moura - (0-1) 21'/1ºT; Marques - (1-1) 4'/2ºT

Cartões amarelos: Rafael Oller e Fábio (URT); Rafael Carioca e Cazares (Atlético-MG)

URT: Juninho; Dick, Diego Borges, Rodolfo e Fábio; Allan Dias (Rafael Oller, 41'/2ºT), Edmar (Diogo Oliveira, 20'/1ºT), Jô e Cascata (Carlinhos, 21'/2ºT); Thiago Brito e Marques. Técnico: Rodrigo Santana.

ATLÉTICO-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Cazares (Flávio, 27'/2ºT) e Otero (Carlos Cesar, 31'/2ºT); Robinho (Marlone, 20'/ 2ºT) e Rafael Moura. Técnico: Roger Machado.































E MAIS: