Pela segunda vez, uma entidade admite erro decisivo do VAR em jogo do São Paulo

LANCE!
·3 minuto de leitura


Neste domingo (14), a Federação Paulista de Futebol (FPF) admitiu o erro da arbitragem na partida entre Novorizontino e São Paulo, ao não marcar um pênalti sofrido por Luciano no final da partida. No lance, nem a juíza de campo, Edina Alves Batista, e nem o VAR assinalaram a infração. Com esse reconhecimento da FPF, o São Paulo já soma dois momentos em menos de um ano em que foi prejudicado pelo árbitro de vídeo e as entidades responsáveis admitiram.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DO CAMPEONATO PAULISTA DE 2021

A última vez que alguma entidade se posicionou sobre um erro capital em jogo do São Paulo, envolvendo o VAR, foi no dia 3 de setembro de 2020, pouco mais de seis meses atrás, quando o Tricolor teve um gol legal anulado pelo vídeo diante do Atlético Mineiro, em partida do Brasileirão.

O lance aconteceu na sétima rodada do Brasileirão, quando o Galo recebeu o Tricolor no Mineirão. O jogo terminou com vitória de 3 a 0 dos donos da casa, mas o lance polêmico aconteceu quando o jogo ainda estava empatado sem gols e o São Paulo dominava a partida.

Aos 29 minutos, Tchê Tchê pegou a bola no lado direito do ataque, após o Tricolor tomar a posse ao pressionar a saída de bola do Galo, e levantou na área para um leve desvio de Luciano, tirando a bola do goleiro Rafael. O gol abriria o placar e coroaria o domínio do São Paulo na partida naquele instante.

O bandeirinha, porém, assinalou o impedimento, deixando ao árbitro de vídeo a correção do lance. Na leitura do VAR, o gol foi irregular e a decisão de campo foi mantida. Ao ver a imagem porém, é possível perceber que Luciano e Júnior Alonso estavam, na verdade, na mesma linha.

São Paulo x Atlético MG
São Paulo x Atlético MG

Linha de impedimento traçada pelo VAR indica situação de mesma linha (Foto:Reprodução/Premiere)

Dessa forma, pouco mais de um mês depois, no dia 14 de outubro, Leonardo Gaciba, chefe do Conselho de Arbitragem da CBF, admitiu a falha do árbitro de vídeo no gol de Luciano. De acordo com ele, a linha de impedimento foi colocada de maneira equivocada e o gol deveria ter sido validado.

- Fizemos uma análise do lance e a linha não é realmente colocada (corretamente). Não adianta lutar contra a imagem, claramente a linha não está colocada de forma padrão - afirmou Gaciba, em entrevista ao SporTV.

Segundo o ex-árbitro, foi um erro humano e não da tecnologia, sendo 'um equívoco humano na colocação da linha de impedimento'.

Pênalti não dado contra o Novorizontino

O segundo erro do VAR contra o São Paulo admitido pela entidade responsável pelo campeonato aconteceu no último sábado (13), na derrota do Tricolor por 2 a 1 diante do Novorizontino, fora de casa, pela quarta rodada do Paulistão.

Nos lances finais do jogo, quando o placar já estava 2 a 1 para os donos da casa, Luciano foi derrubado na área após trombar com o goleiro Giovanni. A árbitra Edina Alves Batista não apontou o pênalti, gerando revolta dos jogadores. O VAR manteve a opinião tomada em campo e o pênalti não foi dado.

Luciano São Paulo  x Novorizontino
Luciano São Paulo x Novorizontino

Lance da polêmica (Foto: Rubens Chiri/ São Paulo FC)

No replay, porém, é evidente que, ao não conseguir ficar com a bola, o goleiro do Tigre deixa de visá-la e atinge somente o camisa 11 do São Paulo. Mais uma vez, Luciano no olho do furacão em uma polêmica envolvendo o VAR.

No dia seguinte ao jogo, a Federação Paulista de Futebol divulgou uma nota reconhecendo o erro e afirmando que os envolvidos passarão por treinamentos rigorosos. No mesmo dia, o São Paulo enviou uma carta assinada pelo presidente do clube, Julio Casares, à FPF, reclamando de erros de arbitragem no começo da competição.

Já é a segunda vez, em praticamente meio ano, que o VAR erra lances escandalosos contra o São Paulo e as entidades responsáveis se pronunciam sobre, reconhecendo o erro. Entretanto, mesmo com o reconhecimento do erro, o estrago já foi feito.