Pela primeira vez na temporada 2021, Botafogo termina uma partida com menos de dez finalizações

João Alexandre Borges
·2 minuto de leitura


Na noite do último sábado, Bangu e Botafogo empataram em 0 a 0, no estádio Nilton Santos, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Carioca. O desempenho do Glorioso foi abaixo do que o apresentado nas últimas três partidas que realizou nesta temporada. Essa atuação do Alvinegro também pode ser traduzida em números: pela primeira vez na temporada 2021, o time terminou uma partida com menos de dez finalizações.

+ Ídolo do Botafogo, Afonsinho aprova retorno de Carli ao Alvinegro

O Botafogo encontrou dificuldades na partida contra o Bangu. Ao fim do primeiro tempo, o time conseguiu apenas três finalizações, e nenhuma delas foi na direção do gol. Na segunda etapa, ocorreu uma leve melhora, mas ainda sem eficácia - cinco finalizações e, novamente, nenhuma na direção do gol de Paulo Henrique.

Dentre os motivos para explicar um desempenho atípico do Botafogo na partida deste sábado, está o desgaste físico. Em sete dias, o Alvinegro realizou três partidas - sendo que, uma delas, exigiu uma longa viagem à São Luís, no Maranhão.

- Ainda tem um aspecto que influencia muito na performance que é o aspecto físico. Os jogadores não são máquinas, os jogadores são seres humanos, que tem desgaste físico mental e eles sentiram o primeiro tempo, a gente trocou passes muito lento, teve muita dificuldade - disse Marcelo Chamusca, em entrevista coletiva.

- A gente, hoje, está um pouco cansado pela semana, que foi cheia, semana de Copa (do Brasil) e semana de carioca também - afirmou o zagueiro Sousa.

Nos três primeiros jogos da temporada, o Botafogo foi outro. Contra o Boavista, o Alvinegro conseguiu 17 finalizações - 13 foram para fora e apenas quatro encontraram a direção do gol.

Na vitória sobre o Resende por 3 a 0, o time já apresentou evolução. Foram menos finalizações, 14, porém sete alcançaram a direção do gol - três finalizações a mais no gol, justamente o número de gols feitos na partida.

Na vitória sobre o Moto Club por 5 a 0, em jogo válido pela Copa do Brasil, a evolução foi ainda melhor. Foram 13 finalizações no total, sendo oito na direção do gol.

Isso evidencia que o Botafogo, até a partida contra o Bangu, vinha em constante evolução no quesito finalização. Dessa forma, o desgaste físico pode ter, de fato, influenciado o desempenho do time em campo. No entanto, o Botafogo tem compromisso apenas no próximo sábado, às 18h, contra o Vasco. Assim, com a semana livre, Marcelo Chamusca terá tempo para descansar os jogadores, prepará-los para o primeiro clássico da temporada e reencontrar o grande desempenho ofensivo apresentado em 2021.