Pela Copa do Nordeste, ABC e Ceará terminam empatados sem gols


Na expectativa de encontrar sua primeira vitória na Copa do Nordeste, o Ceará visitou o ABC, na tarde deste sábado (08), na Arena das Dunas, pela 3ª rodada. Mesmo martelando o adversário, o Vozão acabou não encontrando seu gol e amargou seu terceiro empate seguido, em três jogos disputados até então.

Com o resultado, os comandados de Argel chegaram aos 3 pontos, mantendo-se na 4ª colocação do Grupo A. Já a equipe da casa desceu para a 6ª posição do Grupo B, agora com 4 pontos.

PRIMEIRO TEMPO

Motivado pela sua torcida na Arena das Dunas, o ABC iniciou o confronto dando sufoco ao time do Ceará. No primeiro bom momento dos donos da casa, Igor Goularte tratou de dar trabalho ao goleiro Fernando Prass, ao cabecear contra o gol do camisa 1, que, por sua vez, conseguiu fazer a defesa.

Passado o susto, até os 20 minutos o Vozão passou a pressionar mais. Em três boas chegadas com Rogério, Leandro Carvalho e William Oliveira, por pouco os comandados de Argel não conseguiram abrir o placar no confronto, para alívio da equipe potiguar.

Melhor no confronto, o Ceará seguia na pressão em busca de seu tento. Com espaços em campo, Leandro Carvalho e companhia apareciam com frequência no campo de ataque, mas ainda sem sucesso nas finalizações.

Até os acréscimos, os visitantes mantiveram o domínio da posse de bola. Entretanto, mesmo com boas chegadas, nenhuma foi um suficiente para abrir a contagem na Arena, dando a deixa para arbitragem colocar um ponto final na etapa.

SEGUNDO TEMPO

Com alterações de ambos os lados, a intenção dos técnicos era tirar o zero do marcador. No entanto, diferente de como foi no primeiro tempo, foi o Ceará quem partiu pra cima na etapa final, tentando surpreender a defesa adversária, que, por sua vez, tentava não dar espaços.

Sem ver reação, Argel ainda optou por mais duas trocas no meio. A primeira foi tirando o atacante Leandro Carvalho para dar lugar a Vinícius, e, na sequência, Felipe Baxola deixou o campo para a entrada de Mateus Gonçalves.

Feita as mudanças, o Ceará seguia pressionando. Até meados dos 40 minutos, os visitantes conseguiram chegar com perigo no campo de ataque, sendo a primeira vez com Vinícius, que resultou na defesa de Rafael e, em seguida, com Cedric, que acabou finalizando contra a defesa.

Mesmo com os acréscimos, nenhuma equipe foi capaz de alterar o marcador, para frustração de ambos os treinador.


















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também