Pela Copa do Brasil, Bahia para em bloqueio do Azuriz e empata em casa

·3 min de leitura
Confronto de ida, na Arena Fonte Nova, terminou 0 a 0 (Felipe Oliveira/EC Bahia)


No tradicional confronto de "ataque contra defesa" proporcionado entre Bahia e Azuriz nesta terça-feira (19) pela Copa do Brasil, na Arena Fonte Nova, quem se deu melhor foi a retaguarda do time visitante. Com isso, a partida em que pouco menos de 12,4 mil pessoas estiveram presentes nas arquibancadas para apoiar o Esquadrão terminou empatada em 0 a 0.

>Veja a Classificação da Zoeira após a 2ª rodada do Brasileirão 2022

UM PRESSIONA, O OUTRO RESISTE

Abusando do trio de ataque onde a velocidade era característica marcante (Vitor Jacaré, Raí Nascimento e Marco Antônio), o Esquadrão ia buscando os espaços para abrir o sistema defensivo dos visitantes que, na maioria do tempo, se limitava a bloquear os avanços dos anfitriões. Na melhor das chances dentro da etapa inicial, a cobrança de escanteio com a testada de Patrick de Lucca foi espalmada pelo goleiro Caio, mas Vitor Jacaré, no rebote, não concluiu com força suficiente para vencer o arqueiro do Azuriz.

Do outro lado do campo, a defesa do Bahia tinha pouco trabalho, pois as tentativas de contra-ataque da equipe paranaense contavam não apenas com pouca presença de jogadores, mas também erros de passe que facilitavam a contenção. Logo, o goleiro Danilo Fernandes ficava quase que como um mero espectador das ações que ocorriam bem longe de sua meta. Em sua única chegada no primeiro tempo, a tabela do lado esquerdo teve Edson Carioca ganhando da marcação e chutando forte, porém na rede pelo lado de fora.

ROTEIRO SEM MUDANÇAS

Da mesma forma que o jogo se desenvolveu em sua primeira parte, na retomada do confronto a visão geral do gramado persistia com o time baiano no plano ofensivo, buscando os lados de campo e aumentando o grau de nervosismo com o passar do tempo. Por sua vez, a equipe de Pato Branco apresentava grande poder de concentração e recomposição, fechando bem os espaços e, apesar da posse de bola maior do adversário, não tinha a sua meta ameaçada de maneira tão intensa quanto poderia.

E quem acabou se dando melhor no embate de estratégias foi a equipe do Azuriz, resistindo ao oponente e arrancando o resultado sem gols com o apito final do árbitro Douglas Marques das Flores.

COMO FICA A ELIMINATÓRIA

Como não há mais o gol fora de casa como critério de desempate, qualquer nova igualdade no embate da volta leva a disputa para as penalidades enquanto o vencedor por qualquer placar vai as oitavas de final. O embate em questão acontecerá entre os dias 11 à 13 de maio no Estádio Epaminondas Justo Ferrari, na cidade de Pato Branco.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA
​BAHIA 0 x 0 AZURIZ

Local:
Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data e hora: 19/04/2022 - 19h30 (de Brasília)
Público: 12.392 pessoas
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Gustavo Rodrigues de Oliveira (ambos SP)
Cartões amarelos: Ignacio, Guto Ferreira (BAH); Berguinho, Salazar, Caio, Igor Bosel (AZU)
Cartões vermelhos: -

GOLS: -

BAHIA (Técnico: Guto Ferreira)

Danilo Fernandes; Douglas Borel (Jonathan, aos 8'/2°T), Ignácio e Luiz Henrique; Rezende, Patrick de Lucca (Lucas Falcão, aos 31'/2°T) e Daniel; Vitor Jacaré (Marcelo Ryan, aos 40'/2°T), Raí Nascimento (Davó, no intervalo) e Marco Antonio (Ronaldo, aos 31'/2°T).

AZURIZ (Técnico: Fabiano Daitx)

Caio; Igos Bosel, Salazar, Vinícius Guarapuava e Jamerson; Fábio, Wenderson, Berguinho (Welisson, aos 22'/2°T), Fabricio Oya (Natan, aos 22'/2°T) e Edson Carioca (Lucas Vieira, aos 38'/2°T); JP (Rone, aos 11'/2°T).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos