Pelé se formou em Educação Física e recebeu diploma quando já era o maior do mundo

Em 2018, Pelé recebeu o título de Honoris Causa da Unimes, onde se formou (Foto: Divulgação/Fábio Maradei)


Rei em campo, acadêmico fora dele. Pelé já era o maior jogador do mundo quando entrou na faculdade de Educação Física, em 1970. Incentivado pela mãe, dona Celeste, ele se formou pela Unimes (Universidade Metropolitana de Santos). Mais uma das facetas daquele que foi o maior de todos no futebol. Edson Arantes do Nascimento, que lutava contra um câncer no intestino, faleceu nesta quinta, 29 de dezembro, após sofrer falência múltipla de órgãos.

Além disso, no dia 14 de agosto de 2018, ele recebeu da instituição o título de Doutor Honoris Causa, maior honraria acadêmica atribuída pela Academia a um cidadão que teve papel participativo em algum âmbito do saber.

- A importância desse título é a mensagem que posso deixar para os amigos, familiares, as novas gerações. Tem de ter uma base, tem de estudar, porque a fama só não adianta. Tive a felicidade de me formar na Unimes e esse é o grande valor desse título - disse o Rei, após receber a honraria das mãos de Rubens e Renata Viegas, provedor e reitora da Universidade, respectivamente.

Pelé ingressou no curso de Educação Física em 1970, um ano depois do curso ser criado, o primeiro no país com graduação em licenciatura. Durante a faculdade, ele se destacou, além do futebol, em vôlei, basquete e psicologia.

- Para a FEFIS é uma honra tê-lo como o melhor, o maior doutor professor Honoris Causa da Universidade. Vocês ouviram, ele era bom aluno. Entregamos essa comenda porque você é o maior de todos, ídolo, eterno. Merece todas as honrarias do mundo. O nome do atleta Edson Arantes do Nascimento nunca deixou de fazer parte da Universidade Metropolitana de Santos. Ele é o grande exemplo de uma pessoa simples, mas com um talento reconhecido mundialmente, que através da orientação da sua mãe, frequentou o meio acadêmico buscando a formação intelectual como base de sua vida. Nada mais justo que homenagear o atleta, a pessoa, o homem e, principalmente, o acadêmico Edson Arantes do Nascimento - relatou a reitora Renata Viegas.