Pegou pesado! Tio de Mayweather acusa Dana White: "Está roubando esses lutadores"

Logo após o UFC 209, evento que foi realizado no último sábado (8), Dana White, presidente do Ultimate, não perdeu tempo e fez questão de rebater os comentários de Jeff Mayweather, tio do pugilista de mesmo sobrenome que está cotado para enfrentar Conor McGregor. Na ocasião, o veterano questionou uma suposta divisão desigual da bolsa do irlandês caso ele venha a enfrentar seu sobrinho. E, para rebater o cartola, o parente da lenda do boxe foi além e fez uma acusação grave: a de que ele está roubando os atletas de sua organização.

Em entrevista ao site ‘Fight Hype’, Jeff manteve seu discurso anterior e garantiu que Dana White quer 80% do valor da bolsa do campeão peso-leve (70 kg) do UFC como condição para que o combate saia do papel. E justamente por isso, especulando que uma luta de boxe entre Conor McGregor e Floyd Mayweather atinja os valores astronômicos de dezenas de milhões, o tio do pugilista acusou o presidente de roubar seus lutadores.

“A única razão para ele estar falando algo sobre mim é porque os fatos que estou dizendo são verdade e a verdade dói. Quando se traz isso à tona você tem todas essas pessoas com tantas expectativas e depois isso, todos percebendo que você [White] está roubando esses lutadores. É basicamente o que isso significa”, relatou Jeff.

Além de analisar a conduta do presidente do UFC, o tio de Floyd Mayweather garantiu que, seja qual for o acordo firmado entre Dana White e McGregor, seu sobrinho não será afetado. Ele também indicou que expôs o assunto da divisão financeira apenas porque considera o valores péssimos para o irlandês.

“Você tem um cara [McGregor] que fará mais dinheiro do que já fez em toda sua vida, mas, ao mesmo tempo, 80% é uma péssima divisão de qualquer forma. Não me importo porque no final das contas o Conor ainda irá ao ringue. […] Estou falando sobre [os 20% de] McGregor porque o dinheiro do Floyd está garantido. O que Floyd ganhar, ganhará. Qualquer coisa que ele pedir eles darão para que essa luta aconteça”, completou.