Pedro Rocha exalta empate do Grêmio no Paraguai e já visa jogo do Estadual

Poupado no primeiro tempo do duelo contra o Guarani, do Paraguai, atacante é acionado por Renato Gaúcho na volta do intervalo e garante empate fora

Imagine o cenário. Seu time jogando com nove reservas fora de casa, com um atleta expulso, sofre um gol. Foi o que ocorreu com o Grêmio nesta quinta-feira (20). Mas uma mudança de Renato Gaúcho fez o duelo alterar os seus rumos. Pedro Rocha entrou no segundo tempo do jogo com o Guarani, do Paraguai, e alcançou o empate para o Tricolor no estádio Defensores del Chaco.

Ao término da partida, o dono da camisa 9 destacou a dificuldade do adversário e o gol assinalado pelo time de Porto Alegre: "Sem dúvida, a gente sabe que Libertadores sempre tem jogos difíceis. A gente conseguiu fazer um excelente jogo aqui, independente de ser o time que não vem jogando. Feliz por ter entrado, marcado o gol e ajudado a minha equipe", afirmou.

Renato Gaúcho optou por utilizar um time repleto de suplentes visando a partida de volta da semifinal do Estadual diante do Novo Hamburgo, no domingo. Depois do empate por 1 a 1 em casa, o Tricolor Imortal enfrenta o time fora de seus domínios e necessita vencer para chegar à finalíssima. Pedro Rocha explica que os atletas já sabiam da opção do comandante.

"Sim, a gente sabia [que entraria com time reserva], até pela importância do jogo de domingo. Era para dar descanso aos atletas que vêm jogando no decorrer da semana. Mas isso mostra a força do grupo. Temos um elenco de qualidade", afirmou o centroavante, que descartou que a opção de poupar do Grêmio seja para evitar o hepta do aqruirrival Inter:

"Não para impedir o campeonato deles, mas porque a gente quer vencer. Nossa equipe também é grande, o Grêmio. Então, a gente quer vencer sempre", concluiu.