Pedro Boscardin alcança, em Coquimbo, no Chile, sua primeira final de challenger

Divulgação


Pedro Boscardin Dias (Escola Guga/BRB/CBT/Head/Fila), joinvilense e atleta da RS Tennis, equipe de Joinville (SC), alcançou, nesta sexta-feira, a decisão do torneio challenger de Coquimbo, no Chile, evento de médio porte do circuito mundial com premiação de US$ 53 mil e 80 pontos para o campeão no ranking mundial da ATP.

Boscardin, de 19 anos, 452º do mundo, derrotou o argentino Juan Bautista Torres, 341°, por 7/6 (7/3) 6/3 em partida onde perdia o primeiro set com duas quebras de serviço. Seu melhor resultado anterior em um evento challenger foi na semana passada quando fez quartas de final em Salvador.

"Comecei muito abaixo do nível que tenho, mas é uma semifinal, fui melhorando, tive sorte de vencer o primeiro set e o segundo joguei bem melhor", disse boscardin.

Neste sábado, a partir das 12h, ele decide o título e busca a maior conquista contra outro argentino, Facundo Diaz Acosta, 316º colocado, de 21 anos. Boscardin é o primeiro sul-americano nascido em 2003 a jogar uma final de challenger e o quarto no mundo junto com Carlos Alcaraz, Holger Rune e Luca Nardi.

"Sem dúvida será uma final dura e é buscar superar a batalha", completou.

A campanha vai lhe colocando entre os 350 melhores do mundo em um salto acima de 100 posições. Se for o campeão, vai ficar entre os 310 da ATP. Na semana anterior ele era apenas o 526 do ranking.

Na carreira profissional, Boscardin soma dois títulos de nível ITF future em Rio do Sul (SC) ano passado (premiação de US$ 25 mil) e Naples, nos EUA, (premiação de US$ 15 mil).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos