PC Caju, sobre Jorge Jesus: 'Não deixa de ser um técnico mediano, que estava na hora certa e no lugar certo'


Tricampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1970, o ex-jogador Paulo Cezar Caju deu uma declaração forte sobre Jorge Jesus, ex-treinador do Flamengo. Em coluna publicado pela revista 'Veja', PC afirmou que o português tem seus méritos na construção da equipe, porém, é um treinador 'mediano'.

- É inegável que Jorge Jesus fez um ótimo trabalho no Flamengo e chacoalhou o mercado de treinadores. (...) Elogiei sua postura algumas vezes, mas até a página dois. Jorge Jesus é um treinador mediano e pegou um elenco grande e de qualidade bem superior a maioria de seus rivais - afirmou.

PC complementou dizendo que boa parte do alvoroço com a saída do treinador por parte da torcida acontece porque o flamenguista estava 'cansado' com um futebol defensivo.

- E há uma grande diferença entre inovar e resgatar. O que Jorge Jesus fez foi escalar os jogadores em suas posições de origem e apostar no futebol ofensivo. Um colírio para os olhos do torcedor cansado de assistir shows e mais shows de retranca. Um time bem preparado fisicamente, com bons salários em dia e empolgados com a chegada de um treinador europeu. Jorge Jesus estava na hora certa, no lugar certo.

O ex-jogador citou ainda a busca de um novo comandante para o Flamengo, que pode ser outro português, como Leonardo Jardim, cotado para o cargo e ainda criticou a imprensa na construção da imagem de Jorge Jesus como o 'salvador'

- Será que os portugueses realmente estão revolucionando o futebol? Só faltava essa, termos que aprender com a escola portuguesa!!! Respeito a história de Benfica, Porto, Sporting e todos os outros clubes. Qual representatividade o futebol português tem na Europa? Mas a imprensa transformou Jorge Jesus em um superstar. A carência de ídolos é impressionante - afirmou.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também