Paulo Sousa justifica saídas de estrelas do Flamengo em segundo tempo ruim na Libertadores

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Gabi, autor de dois gols na vitória contra a Católica, comemora com Paulo Sousa (Foto: Gilvan De Souza / Flamengo)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Flamengo venceu a Universidad Católica nesta quinta-feira, por 3 a 2, em duelo suado e válido pela terceira rodada do Grupo H da Libertadores, onde o time do Paulo Sousa está com 100% de aproveitamento. O técnico comentou sobre as substituições feitas ao longo do segundo tempo, em que o Rubro-Negro sofreu uma considerável pressão dos chilenos, em Santiago.

Paulo Sousa sacou Gomes (no intervalo), Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique (na mesma janela, com 20 minutos da etapa final), Marinho, Pedro e Lázaro (na última janela de alterações, com 37'/2ºT). A fim de evitar polêmicas por ter tirado peças importantes, o Mister justificou caso a caso na coletiva:

João Gomes: "Em relação ao João e a todos os volantes, dentro do nosso jogo já uma necessidade física muito grande e uma necessidade de clareza mental no jogo. Não podemos esquecer que o João vem com muita minutagem acumulada a desgaste físico, e também com algumas queixas musculares, exatamente pelo volume de trabalho. A gente precisava de mais intensidade e frescor (na equipe), por isso tomamos a decisão por colocar o Andreas, que ultimamente vem tendo menos participações, para poder trazer mais intensidade. São posições que exigem muita intensidade e necessitam de frescor. Foi por isso que fizemos (a alteração)."

Everton Ribeiro: "Foi sobre tudo por opção física. O Everton tem vindo nos ajudar, tem vindo a recuperar, mas tem fortes dores musculares na panturrilha e está procurando recuperar para poder nos ajudar. Hoje foi um jogo difícil para ele, com muita pressão, muito jogo de costas, muita marcação."

Arrascaeta: "O Arrascaeta teve uma contusão no músculo também, vim apresentando algumas dificuldades em termos de disponibilidade".

Bruno Henrique: "Com o Bruno, a gente tinha pensado até mesmo em colocá-lo menos tempo do que ele jogou, pois a equipe precisa dele. Temos que seguir com cuidado com ele, para que ele fique o maior tempo possível a nível competitivo".

Gabigol: "No final da partida, precisamos de alguém para ajudar no jogo aéreo e nas bolas paradas, como foi o Pedro, e que também desse alguma profundidade para fazer chegas as linhas mais próximas, de forma que a gente pudesse estar mais próximo da baliza do adversário do que da nossa baliza".

> Fla 100%! Veja a tabela na Libertadores

Com a vitória em Santiago, o Flamengo segue com 100% de aproveitamento e tem a classificação encaminhada no Grupo H. O Rubro-Negro volta a campo, pela Libertadores, na próxima quarta, em Buenos Aires, contra o Talleres. No domingo, enfrenta o Altos, em Teresina, pela Copa do Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos