Paulo Nunes critica falta de oportunidades de Tite na Seleção: 'Família Bacchi'

O comentarista Paulo Nunes fez fortes críticas ao treinador Adenor Bacchi, mais conhecido como Tite, durante o 'Seleção Sportv' desta terça-feira. O ex-jogador criticou a escassez de oportunidades concedidas à jogadores que atuam no Brasil, citando nomes como Gabigol e Bruno Henrique.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Você tem que convocar o jogador quando ele está bem. Não é fazer um esquema para o Gabigol ou Bruno Henrique. Você tem que dar oportunidade. Se eles não aproveitarem, aí sim. Mas quando você vê jogadores atuando em alto nível, você precisa dar oportunidade. Até porque você já deu várias oportunidades para o Firmino, para o Coutinho, vários jogadores. Se não fica muito fechado em um certo grupo. Todo mundo falava da família Scolari, mas o Tite não fala dessa família. É a família Bacchi”, afirmou.

Leia também

Presente na bancada do programa, o comentarista PVC contra-argumentou Paulo Nunes, afirmando que o Tite já mudou 51% do elenco da Seleção Brasileira em relação à Copa do Mundo de 2018, embora a base do time titular se mantenha praticamente idêntica.

”O Tite mexeu em 51% do grupo depois da COpa do Mundo. Não o time titular. Se pegar a lista de jogadores convocados depois da Copa, 51% não tinha sido convocados antes. O Arthur virou titular. É o que mais caracteriza. Não tem um grupo fechado, tem um time que se mantém, mais ou menos, igual”, argumentou PVC.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também