Paulo Gustavo brinca sobre primeiro trabalho na TV: "Fingia que era hétero"

Yahoo Vida e Estilo
Paulo Gustavo. Foto: reprodução/YouTube
Paulo Gustavo. Foto: reprodução/YouTube

Sucesso no cinema com a comédia “Minha Mãe É uma Peça 3”, o ator Paulo Gustavo lembrou com bom humor de seu primeiro papel na televisão em entrevista ao canal de Giovanna Ewbank no YouTube. Convidado do quadro “Duas Verdades e Uma Mentira”, o humorista foi bem crítico em relação ao seu desempenho e provocou gargalhadas da apresentadora.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ele estreou como o delegado Lupicínio no “Sítio do Picapau Amarelo”, em 2007, na Globo. “Não assiste, não, gente, era muito ruim”, declarou.

Leia também:

“Foi meu primeiro trabalho na televisão, um horror. E ainda fiz numa época que eu tinha que fingir que era hétero. Mentira, nunca fingi que era hétero, mas falava com uma voz mais grave, para ser 'bofe'. Agora sou 'viado' eterno, não tem condição”, brincou.

Paulo Gustavo no "Sítio do Picapau Amarelo", em 2007. Foto: reprodução/TV Globo
Paulo Gustavo no "Sítio do Picapau Amarelo", em 2007. Foto: reprodução/TV Globo

No jogo de perguntas e respostas, Paulo Gustavo afirmou ainda que nunca atuou em uma novela porque “não é a sua praia”. “Nada contra, minha praia é mais cinema e teatro”, afirmou.

O comediante revelou ainda curiosidades sobre a vida pessoal: ele contou que parou de estudar na sexta série (atual sétimo ano do Ensino Fundamental) e que seu pai mora no apartamento ao lado do de sua mãe.

“Isso é maravilhoso. Minha mãe mora no 901, ele no 902. Meu pai é casado com a tia Penha, que é nossa 'mãedrasta' há 30 anos, e minha mãe adora tia Penha. Outro dia, tia Penha saiu e falou: ‘Déia’, o Julio pode almoçar na sua casa?’. Mamãe falou: ‘Penha, não é guarda compartilhada, não’”, disse, aos risos.

Leia também