Paulo Guedes se irrita com ataque da Record e suspeita de dedo de Bolsonaro, diz revista

Yahoo Notícias
Reportagem no jornal da Record criticou condução de Guedes na pasta da Economia. (Foto: Mauro Pimentel / AFP via Getty Images)
Reportagem no jornal da Record criticou condução de Guedes na pasta da Economia. (Foto: Mauro Pimentel / AFP via Getty Images)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se irritou com uma reportagem da Record com duras críticas ao trabalho dele no governo Bolsonaro, informou a revista "Época" neste domingo (26).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Além de apontar cinco erros da gestão econômica, a emissora chamou Guedes de "fraco" e "insensível com os pobres". A reportagem foi exibida na última quinta-feira (23), dentro do "Jornal da Record".

Leia também

De acordo com a revista, o ministro está convencido de que houve ingerência de Jair Bolsonaro (sem partido) para a produção da reportagem.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

A Record é uma das emissoras alinhadas a Bolsonaro. Em 2019, recebeu a maior fatia da verba publicitária do governo federal (42,61%), mesmo registrando um terço da audiência da Globo.

A reportagem da Record ainda citou a ausência do ministro no lançamento do Pró-Brasil, programa de estímulo à economia após a pandemia de corinavírus, na última quarta. A não participação de Guedes gerou suspeitas de desgaste do chefe da Economia dentro do governo.

O ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, negou qualquer animosidade entre Guedes e Bolsonaro.

Outro sinal visível de desconforto ocorreu durante o pronunciamento do presidente na última sexta, horas após Moro anunciar sua demissão e acusá-lo de tentar interferir politicamente no comando da Polícia Federal. Descalço e único a usar máscara como prevenção ao coronavírus, ele deu dois aplausos tímidos ao final do discurso, em contraste com os gritos de apoiadores.

Leia também