Paulistanos correspondem e Santos quer mais dez jogos no Pacaembu

O Santos está disposto a definitivamente ter o Pacaembu como sua ‘segunda casa’ em 2017. Animada com a resposta que o público paulistano tem dado, a diretoria do Peixe quer mandar até dez jogos no estádio durante o restante da temporada. A ideia é subir a serra para disputar algumas partidas do Campeonato Brasileiro e até as fases finais da Libertadores e da Copa do Brasil.

No último duelo que teve no Paca, contra a Ponte Preta, no dia 10 de abril, pelas quartas de final do Paulistão, o alvinegro viu a torcida praticamente lotar o estádio, ocupando 37.145 lugares. E para o embate desta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), diante do Independiente Santa Fe, pela Libertadores, a tendência é que o Paulo Machado de Carvalho esteja novamente cheio.

Isso porque até o final da noite da última terça, o Santos já havia vendido 19.290 mil entradas para o a partida contra os colombianos. O número é quase o dobro do que o Peixe tem de média na Vila Belmiro, que é de 10.813 torcedores por jogo.

“O Pacaembu tem nos trazido confiança. A torcida nos apoia. Sempre uma festa quando vamos lá. O torcedor fica mais próximo da gente. Acaba sendo mais vibrante”, explicou o lateral-direito Victor Ferraz.

Mesmo com a intenção de mandar dez partidas no Pacaembu, a única que está realmente próxima de ser transferida é contra o Cruzeiro, no próximo dia 28, pela terceira rodada do Brasileirão.

A cúpula alvinegra ainda irá conversar com a CBF sobre a mudança, mas acredita que não terá problemas para encarar a Raposa no estádio. Isso porque os outros três grandes do estado não terão compromissos na Capital no mesmo dia. Palmeiras e São Paulo fazem clássico no dia 27, enquanto o Corinthians pega o Atlético-GO no mesmo horário do jogo do Peixe, mas fora de casa.