Paulistano sente mais falta de frequentar comércio que de contato físico, mostra pesquisa

Yahoo Notícias
Uso de máscaras no transporte público passou a ser obrigatório no estado de São Paula na segunda-feira, 4 de maio (Foto: Fábio Vieira/NurPhoto via Getty Images
Uso de máscaras no transporte público passou a ser obrigatório no estado de São Paula na segunda-feira, 4 de maio (Foto: Fábio Vieira/NurPhoto via Getty Images

Levantamento feito pela Rede Nossa São Paulo em parceria com o Ibope Inteligência mostra que ir a comércios, feiras, restaurantes, bares e shopping é o que mais faz falta ao paulistano: 42% afirmaram que o hábito está entre as três maiores saudades da vida antes do isolamento social. Em segundo lugar aparece o contato físico com pessoas próximas, com 36%.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

A pesquisa foi feita entre os dias 17 e 26 de abril com moradores da cidade de São Paulo com 16 anos ou mais, das classes ABC. O levantamento foi feito online, com questionário estruturado.

Entre os entrevistados, 37% sente falta de encontrar pessoas e 36% têm saudades de trabalhar fora de casa e 8% de ir para a escola ou faculdade; 16% afirmaram que a escola das crianças faz falta.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Em relação à circular pelas ruas da cidade, 22% do público colocou entre as maiores saudades. Ir ao cabeleireiro, barbeiro ou salão de beleza faz parta para 12% dos entrevistados.

Há ainda 2% que sentem falta de ficarem sozinhos em casa e 2% que não sentem falta de nada.

A pesquisa ainda questionou o impacto do isolamento social em determinadas atividades do dia a dia. Para 66%, o convívio com amigos e familiares foi muito afetado. Em segundo lugar aparecem atividades de lazer, muito impactada na vida de 60% dos participantes. O trabalho aparece em terceiro lugar, com 56%. Atividades culturais, físicas e religiosas também aparecem entre as atividades mais afetadas.

Leia também

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

O levantamento mostra que 53% das pessoas saem de casa apenas para fazer compras essenciais, mas 19% estão saindo para trabalhar. Entre os entrevistados, apenas 4% afirmaram que saem de vez em quando para dar uma volta, esticar as pernas ou fazer exercícios.

Leia também