Paulinho nega rumores sobre saída do time chinês Guangzhou

Paulinho, do time chinês Guangzhou Evergrande comemora gol contra o time japonês Sanfrecce Hiroshima, em Tóquio. 20/12/2015 REUTERS/Thomas Peter - RTX1ZFJ9

HONG KONG (Reuters) - O meio-campista da seleção brasileira Paulinho negou boatos de que irá deixar a Super Liga Chinesa depois de ótimas atuações tanto pela seleção brasileira como pelo Guangzhou Evergrande.

O jogador de 28 anos, que trocou o inglês Tottenham pelo Evergrande em junho de 2015, assinou uma renovação de contrato em janeiro.

Mas depois que marcou três gols na vitória brasileira de 4 x 1 sobre o Uruguai nas eliminatórias da Copa do Mundo no mês passado, teve seu nome de volta nos holofotes dos mercados.

"Estes rumores de transferência são normais na indústria do futebol", disse ele à mídia chinesa.

"Meu agente deve ter sido sondado por alguns clubes europeus, mas gosto de onde estou e tenho curtido com meus colegas de equipe e meus treinadores. Gostaria de ficar aqui para conquistar mais títulos com o Evergrande", acrescentou.

Paulinho foi contratado pelo time chinês em uma transferência de 14 milhões de euros depois de uma passagem decepcionante pelo futebol inglês, e vem se destacando desde que foi para a China.

Ele ajudou o Evergrande a conquistar o título da Liga dos Campeões da Ásia no final de sua primeira temporada e também ganhou duas taças da Super Liga Chinesa, por isso o Guangzhou logo se mexeu para pôr fim às especulações sobre seu futuro.

"Por meio desta anunciamos oficialmente que o Guangzhou Evergrande jamais recebeu qualquer oferta por Paulinho", disse o clube em um comunicado. "Paulinho assinou uma renovação contratual com o Guangzhou Evergrande em janeiro de 2017 e é um jogador-chave no plano de longo prazo do clube".