Paulinho agradece Câmara do Rio por Medalha Pedro Ernesto pelo gesto de combate à intolerância religiosa

·2 minuto de leitura


Durante os jogos Olímpicos de Tóquio, uma comemoração chamou atenção da torcida brasileira. O atacante Paulinho, revelado pelo Vasco, fez uma reverência ao Orixá Oxóssi ao fazer o gesto de um arco e flecha. O jogador foi muito elogiado por não ter medo de mostrar a sua crença e uma forma de combate à intolerância religiosa. Com isso, ele recebeu da Câmara Municipal do Rio Janeiro, a Medalha Pedro Ernesto, maior honraria da casa.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


Atualmente no Bayer Leverkusen, da Alemanha, Paulinho sempre fez questão de citar a sua crença no Candomblé nas redes sociais. No seu gol contra a Alemanha, na estreia nos Jogos, o narrador Gustavo Villani emendou: 'Para Exu aplaudir", fazendo referência a saudação ao orixá mensageiro, feita pelo craque em sua página oficial no Twitter.

Em sua mensagem no Instagram, Paulinho agradeceu a honraria: "Todo jogador de futebol tem sua maneira de se expressar, a minha foi reverenciando meu Orixá, fazendo um Ofá imaginário." A iniciativa foi do vereador Átila Nunes (DEM) e foi aprovada por unanimidade na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. O político falou sobre a contribuição do ato do jogador para o combate à intolerância religiosa.

– Paulinho fez uma grande contribuição para o combate à intolerância religiosa ao homenagear na estreia da seleção olímpica, em Tóquio, o orixá Oxóssi, sacando uma flecha imaginária das costas após fazer o gol. Foi a imagem mais poderosa do jogo e fortaleceu o debate sobre o respeito à diversidade religiosa – escreveu o vereador, e completou:

– Precisamos reconhecer a grandeza do ato do jogador, que levou ao mundo inteiro a paixão e a tradição de um povo guerreiro que não se cala diante do preconceito – disse o vereador Átila Nunes.

Confira a publicação de Paulinho no Instagram

Todo jogador de futebol tem sua maneira de se expressar, a minha foi reverenciando meu Orixá, fazendo um Ofá imaginário. Um gesto que tem muita importância para mim, mas nunca imaginei essa repercussão e que tantas pessoas se sentiriam representadas.

Gostaria de agradecer e ao mesmo tempo expressar o meu sentimento, que é um privilégio e satisfação muito grande em receber a maior honraria da Câmara Municipal do Rio Janeiro, a Medalha Pedro Ernesto e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro pela Medalha Tiradentes, pelo reconhecimento e por identificarem no meu gesto um combate à intolerância religiosa.

Agora estou longe do Brasil, mas na primeira oportunidade terei o prazer e a felicidades de receber essas honrarias pessoalmente.

Desejo a minha cidade, ao meu Estado e ao meu país caminho, movimentações e muita comunicação, por esta razão contínuo dizendo QUE EXÚ ILUMINE O NOSSO RIO DE JANEIRO E O BRASIL!

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos