De Paul chega a acordo milionário com ex após processá-la por assédio e ameaças

De Paul com a ex-esposa, Camila Homs (Reprodução)


O argentino Rodrigo De Paul chegou a um acordo com a ex-mulher, Camila Homs, após processá-la por assédio e ameaças. De acordo com o jornal 'Clarín', a mulher receberá 10% do salário do atleta, que tem contrato com o Atlético de Madrid até 2026 e recebe cerca de R$ 17 milhões (equivalente 566 milhões de pesos argentinos) por temporada.

Além de quase R$ 160 mil por mês ($ 5,3 milhões de pesos), o acordo entre os dois também prevê um depósito de R$ 800 mil na conta de Camila, que tem direito a dois apartamentos e dois carros de luxo. O ex-casal tem dois filhos, Francesca, de três anos, e Bautista, de um. De Paul também arcará com os custos de viagem das crianças, que serão levadas por Camila até o pai.

+ Pentacampeão Rivaldo se pronuncia sobre ausência no velório de Pelé

A briga judicial começou há alguns meses, quando De Paul assumiu um novo relacionamento, com a cantora Tini Stoessel. O jogador, então, alegou que começou a receber ameaças da ex e foi impedido de ver os filhos. Recentemente, Camila teria ficado revoltada nas últimas semanas ao relatar que De Paul preferiu ver a namorada a ficar com os filhos logo após a Copa do Mundo.

+ Irmã de Pelé agradece Neymar por presença do pai do jogador no velório do Rei

O acordo entre os dois também prevê que Camila Homs e as crianças deverão ficar em hotel cinco estrelas na Espanha quando forem visitar De Paul, que arcará com as despesas do quarto. Em junho de 2021, a ex-esposa do atleta processou o volante argentino por falta do pagamento de pensão aos filhos.