Patrocinadores japoneses renovam contratos para Tóquio-2020, dizem organizadores

·1 minuto de leitura
Um homem em frente à Arena Ariake, onde serão disputadas as partidas de vôlei dos Jogos de Tóquio

Os organizadores dos Jogos Olímpicos Tóquio-2020, adiados para 2021 devido à pandemia, anunciaram nesta quinta-feira um "acordo básico" com patrocinadores japoneses para prorrogar seus contratos por um ano, algo bem-vindo no momento em que a conta do evento aumentou.

A organização especificou em um comunicado que após esses "acordos básicos" com os 68 patrocinadores nacionais, o comitê organizador iria "proceder à assinatura de contratos com todos os parceiros".

Os organizadores apresentaram na terça-feira um orçamento de 13 bilhões de euros (quase 16 bilhões de dólares), 2,3 bilhões de euros a mais do que o orçamento anterior devido ao atraso e às medidas sanitárias.

Isso tornaria Tóquio-2020 os Jogos de Verão mais caros de todos os tempos.

A contribuição dos patrocinadores japoneses é de 2,8 bilhões de euros (US$ 3,4 bilhões), um valor que não mudou em relação ao orçamento no final de 2019.

Mas os organizadores disseram nesta quinta-feira que as renovações de contrato devem render 174 milhões de euros extras (US$ 212 milhões).

sah/ras/mac/etb/dga/gh/aam