Passeou! Seleção Brasileira atropela o Peru e obtém sua segunda vitória na Copa América

·4 minuto de leitura


A Seleção Brasileira demorou, mas achou os espaços para passear no Estádio Nilton Santos. Em jogo no qual Neymar sobrou em campo, os comandados de Tite golearam por 4 a 0 a frágil equipe do Peru. Alex Sandro, Neymar, Everton Ribeiro e Richarlison marcaram os gols em jogo nesta quinta-feira, pela segunda rodada do grupo B da Copa América.

O Brasil, que teve mudanças no seu time titular, chegou a seis pontos, enquanto os peruanos estrearam com derrota no rodada. Após ter uma folga na terceira rodada do Grupo B (que acontece no fim de semana), a Seleção Brasileira volta ao Nilton Santos na próxima quarta-feira para realizar o seu terceiro jogo do torneio. Na quarta rodada, o Brasil medirá forças com a Colômbia, às 21h.

DEU O RECADO

Mesmo com seis mudanças em relação à sua estreia, a Seleção Brasileira conteve o ímpeto inicial do Peru e logo deslanchou em campo. Everton levou a melhor em uma dividida e serviu Fred, mas o camisa 8 mandou por cima do gol. No minuto seguinte, a equipe canarinha balançou a rede.

Após Neymar iniciar jogada com Alex Sandro pelo meio, Everton recebeu passe da esquerda e alçou para a área. Após um desvio, Gabriel Jesus foi até a linha de fundo e tocou para o meio. Alex Sandro surgiu entre os zagueiros para balançar a rede.

CADÊ A SINTONIA?

Dominando as ações, a Seleção foi à frente e levou perigo em investidas de Neymar e Gabigol. Firme na marcação em sua primeira partida como titular, Fabinho aproveitou a sobra de uma tentativa de Neymar e encheu o pé. A bola passou rente à trave.

Contudo, aos poucos os comandados de Tite esbarraram em problemas. Fabinho e Fred deram espaço e Tapia, de longe, obrigou Ederson a defender em dois tempos. Lenta na sua transição para o meio de campo e com Neymar muito visado, a equipe canarinha viu a "Blanquirroja" rodar mais a bola.

Carrillo e Cueva buscaram jogadas e o Peru chegou a levar calafrios para os brasileiros. Após cochilo adversário no meio, Cueva lançou Yotún. O meio-campista se desvencilhou da marcação e arriscou uma jogada de "cavadinha". Diante de Ederson batido, Danilo salvou a conclusão. O Brasil voltou a ter um "desafogo" nos pés de Neymar. O camisa 10 abriu caminho e Alex Sandro arriscou a conclusão, mas bateu por cima do travessão.


PÊNAL... NÃO, NÃO!

Com as entradas de Everton Ribeiro e Richarlison nos lugares de Gabigol e Everton, respectivamente, a Seleção Brasileira esboçou uma saída do marasmo. Danilo irrompeu na área e encheu o pé e a bola foi rente à trave. Contudo, as melhores chances vinham das investidas de Neymar.

O camisa 10 teve um momento promissor aos 14 minutos. Após receber a bola, ele avançou até a área, pedalou e, numa dividida com Tapia caiu. O árbitro Patricio Loustau chegou a apontar pênalti, só que, após o alerta do VAR, reviu o lance e voltou atrás na sua decisão.

TENTATIVAS E... POR FIM, NEYMAR!

Richarlison e Fred persistiram em jogadas, mas o segundo gol brasileiro veio mesmo com seu camisa 10. Gabriel Jesus tabelou com Fred e o camisa 8 encontrou Neymar. O astro girou e bateu com veneno, em lance que passou entre as pernas de Ramos e no qual Gallese não alcançou.

CHANCES AOS MONTES

Com o triunfo encaminhado diante de um rival que se fragilizou, o Brasil encontrou de vez espaço para ir à frente. Neymar serviu Richarlison, que finalizou rasteiro e fez Gallese se esticar para salvar. O camisa 10, por sua vez, desperdiçou duas novas chances de marcar.

Enquanto os peruanos tiveram sua única chance em cruzamento no qual Távara, diante de Ederson, mandou a bola para as nuvens, o Brasil continuou a tentar. Neymar teve outra oportunidade. Em seguida, Richarlison deu passe açucarado para Roberto Firmino, mas o atacante, com o gol aberto, finalizou em cima de Gallese.

A GOLEADA SE DESENHOU

De tanto pressionar, a Seleção construiu sua goleada. Neymar avançou a jogada até Richarlison, que fez um toque firme para Everton Ribeiro surgir entre os zagueiros. O meia, que iniciara a jogada, balançou as redes.

Nos acréscimos, Neymar encontrou Roberto Firmino livre. O atacante foi até a área e bateu em cima de Gallese. A bola sobrou para Richarlison que, na segunda tentativa, acertou um belo chute para sacramentar a goleada em jogo no qual a Seleção soube reencontrar seu espírito de luta em campo.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 4x0 PERU

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Gabriel Chade (ARG) e Ezequiel Brailovsky (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)

Gols: Alex Sandro, 11/1T (1-0), Neymar, 22/2T (2-0), Everton Ribeiro,43/2 (3-0) e Richarlison, 46/2T (4-0)

Cartão amarelo: Gabriel Jesus (BRA), Yotún, Christian Ramos, Távara (PER)

BRASIL: Ederson, Danilo (Emerson, 38/2T), Éder Militão, Thiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi, 31/2T); Fabinho, Fred e Neymar; Gabriel Jesus (Roberto Firmino, 25/2T), Gabigol (Everton Ribeiro, intervalo) e Everton (Richarlison, intervalo). Técnico: Tite

PERU: Gallese; López, Aldo Corzo, Christian Ramos, Luis Abram e Marcos López; Renato Tapia, Yoshimar Yotún (Arias, 28/2T), André Carrillo e Sergio Peña (Iberico, 20/2T); Christian Cueva (Távara, 28/2T) e Gianluca Lapadula (Valera, 21/2T). Técnico: Ricardo Gareca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos