Passageiro cede lugar na primeira classe para idosa e viaja de econômica

Jack ofereceu seu lugar na primeira classe a Violet (Foto: Reprodução/Facebook)
Jack ofereceu seu lugar na primeira classe a Violet (Foto: Reprodução/Facebook)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Eles não se conheciam até o momento em que ele ofereceu o assento

  • História foi divulgada por comissária de bordo no Facebook

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A enfermeira aposentada Violet Allison, de 88 anos, estava se preparando para uma viagem de sete horas em um assento na classe econômica entre Nova York e Londres quando um rapaz se aproximou e lhe fez uma pergunta que todos sonham em ouvir: “Você gostaria de viajar na primeira classe?

O passageiro bondoso era Jack Littlejohn, que estava voltando de uma viagem com a sua mãe e irmã. A família tinha ido até Nova York para participar de um evento de caridade organizado pelo irmão de Jack. Quando a mãe os surpreendeu com passagens na primeira classe, o jovem se sentiu mal com a desigualdade entre os passageiros e procurou alguém na classe econômica para ocupar o seu lugar.

Leia também

A história foi divulgada nas redes sociais pela comissária de bordo Leah Amy, que se emocionou com a atitude do rapaz:

“Já trabalhei em centenas de voos e já tive o prazer de cuidar de jogadores de futebol, supermodelos e astros de Hollywood. Mas esses são os meus dois passageiros favoritos!”, Amy postou no Facebook, em uma publicação que já foi compartilhada mais de 5 mil vezes.

Ao jornal The Washington Post, Allison contou que a princípio não acreditou que o jovem estava realmente oferecendo uma troca de lugares. Ela chegou a perguntar à mulher sentada ao seu lado se deveria ir – felizmente, a outra passageira a incentivou.

Allison já trabalhou como enfermeira na Inglaterra e nos EUA. Ela costuma viajar até Nova York para visitar a filha, mas ultimamente não tem conseguido fazê-lo com frequência por conta de uma cirurgia no joelho. A comissária de bordo conta que a idosa ficou tão feliz que pediu uma selfie para registrar o momento e mostrar para a filha, mas não tinha celular e nem endereço de e-mail. Amy afirma que vai enviar as fotos por correio para ela.

Na publicação, a comissária de bordo relata que Jack Littlejohn passou as sete horas do voo em um assento próximo aos banheiros, sem atrapalhar ninguém.

“Ele não causou nenhuma confusão e não quis chamar atenção. Literalmente só fez essa ação pela bondade do próprio coração, ninguém pediu que ele trocasse de lugar.”

Leia também