Parque Antarctica completa 100 anos: Palmeiras ainda tem seu melhor aproveitamento no antigo estádio

Goal.com

Há exatos 100 anos, no dia 27 de abril de 1920 o Palmeiras - então chamado de Palestra Itália - realizou o sonho da casa própria e adquiriu o Parque Antarctica, estádio que foi demolido em 2011 para dar lugar ao Allianz Parque.

Depois de mais de dois anos alugando os campos de futebol, o clube palestrino soube que a companhia que era dona do terreno estava de mudança e, então, resolveu comprar de vez e transformar aquele lugar em seu.

Pouco antes da aquisição, o então presidente do Palestra havia demonstrado a vontade do clube em ter sua própria casa: "Clubes menores possuem um campo. Temos de achar uma casa. Não é qualquer terreno que nos agrada, pois a grandeza da comunidade italiana e de nossos torcedores não concordaria. Um estádio moderno é o desejo de todo palestrino".

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Assim, entre os anos de 1920 e 2010 o Palmeiras passou a mandar seus jogos em seu próprio estádio, o Parque Antarctica. O estádio acabou conquistando o carinho da torcida ao longo das mais de 1.500 partidas que viu o Verdão disputar ali.

Neste tempo, o Parque Antarctica passou por diversas reformas, mudanças, viu sua capacidade, que chegou a abrigar 40 mil pessoas, diminuir por questões de segurança ou logística.

Em 2014, após mais de três anos desde a demolição do estádio, a nova casa do Palmeiras ficou pronta. Bem mais moderna, confortável e funcional, a arena chamada Allianz Parque passou a sediar os jogos palmeirenses. 

Allianz Parque
Allianz Parque
Foto: Fernando H. Ahuvia/Goal Brasil

Mas durante o tempo das obras para a construção da arena, o Palmeiras acabou ficando sem casa e teve que mandar seus jogos em outros estádios. Canindé (estádio da Portuguesa), Arena Barueri e Pacaembu foram os responsáveis por abrigar o Verdão durantes este tempo. 

Mas, mesmo com tantas "casas" para chamar de sua, segundo os números, a preferida do Palmeiras ainda é o histórico Parque Antarctica. Durante os 90 anos em que mandou seus jogos lá, o alviverde teve um aproveitamento de 74,6% - foram 1.570 partida, sendo 1.065 vitórias, 317 empates e apenas 188 derrotas.

Veja o aproveitamento do Palmeiras em cada estádio:

 

Jogos

Aproveitamento

Vitórias

Empates

Derrotas

Parque Antarctica

1.570

74,6%

1.065

317

188

Allianz Parque

155

72,5%

103

28

24

Período sem estádio próprio (entre a demolição do Pq. Antarctica e a inauguração do Allianz)

154

64,1%

89

33

32

Para fazer a comparação, todas as vitórias foram consideradas valendo três pontos, mesmo que antes de 1995 elas valessem dois pontos cada. Além disso, nos Campeonatos Brasileiros entre 1974 e 1976, vitória por dois ou mais gols de diferença também somavam três pontos. E em 1977 e 1978, também em caso de vitória igual ou superior a três gols.

Leia também