Paraná mostra força em casa e elimina o Bahia na Copa do Brasil

Em jogo adiado da Copa do Brasil 2017 – e cercado por declarações polêmicas – o Paraná Clube aproveitou o mando de campo e a partida única da nova regra para eliminar o Bahia com a vitória por 2 a 0 na Vila Capanema. Na próxima fase da competição, o Tricolor da Vila encara o ASA-AL, que eliminou o Coritiba.

Quem teve a primeira chance da partida foi o Tricolor de Aço, aos três minutos, com Zé Rafael recebendo de Régis e batendo cruzado, raspando o poste de Léo. A resposta veio aos sete minutos, com Renatinho girando em cima da marcação e servindo a Ítalo, que arrematou na defesa baiana. O jogo era movimentado e equilibrado, bastante brigado no meio-campo. Aos 14 minutos, bola para Hernane na área, com desvio na direção de Zé Rafael, que não pegou em cheio na bola.

Os rimes se revezavam na criação das jogadas mais perigosas. Aos 24 minutos, levantamento na medida para Matheus Carvalho e Jean deixou a meta para interceptar de soco. O ataque paranista teve grande oportunidade de abertura do placar, aos 30 minutos, com Gabriel desviando cobrança de escanteio no primeiro pau, por cima da meta. Aos 40 minutos, lançamento para Matheus Carvalho, de frente para a meta, mas Jean saiu com ousadia para fechar o ângulo e defender.

Para a etapa final, os times voltaram sem modificações. O Paraná Clube começou pressionando. Aos quatro minutos, Diego Tavares partiu para a jogada individual, invadiu a área e foi travado no momento do arremate por Eduardo. Mas, no minuto seguinte, Renatinho levantou a bola, Brock ganhou da defesa no ar e desviou para o fundo das redes para abrir a contagem.

O Bahia teve a chance de empatar logo na sequência, aos 11 minutos, com Zé Rafael, que pegou de primeira o cruzamento de Regis e mandou por cima do gol. Aos 17 minutos, Edson, de cabeça, até balançou as redes, mas o árbitro anulou o lance anotando impedimento. A equipe baiana acordou e foi para o ataque.

Renato Cajá aproveitou cochilo da zaga parasita, os 29 minutos partiu em velocidade, mas ficou indeciso na hora do passe e entregou a bola ao adversário. Confusão na área paranista, aos 36 minutos, Gustavo ficou no chão e Léo apareceu para afastar. Entretanto, o time da casa matou a partida, aos 38 minutos, com Renatinho, que pegou sobra de bola que bateu na trave e, com tranquilidade, empurrou para o fundo das redes e fechou a contagem. O Paraná ainda perdeu Renatinho, expulso, aos 45 minutos.