Paraná empata com o Figueirense e adia classificação na Primeira Liga

O Paraná Clube adiou sua classificação para as quartas de final da Primeira Liga ao ficar no empate sem gols diante do Figueirense, na Vila Capanema, em jogo pelo Grupo D. Com o resultado, o Tricolor chegou aos quatro pontos, e já realizou as três partidas. Já o Figueira, com um ponto ganho, ainda enfrenta o eliminado Avaí e precisa de vitória por goelada para se classificar.

Com cinco minutos, o técnico Marcio Goiano já foi obrigado a fazer a primeira mudança no Figueira, tirando Juliano, lesionado, para a entrada de Guilherme Morassi. Com a bola rolando, o jogo era de muito estudo, com os donos da casa mantendo mais a bola nos pés. Aos 11 minutos, Bruno Catanhede achou Ítalo entrando em liberdade na área, mas a arbitragem parou a jogada para marcar impedimento.

Bruno Catanhede tentava colocar velocidade pela lateral do campo, mas o último passe não entrava, como aos 18 minutos, com a tentativa de encontrar Matheus Carvalho, que não alcançou a bola. Com dificuldade para sair da marcação adversário, o tricolor começou a dar espaço para os catarinenses equilibrarem as ações. Aos 24 minutos, Yago arriscou de fora da área, à esquerda da meta, com muito perigo.

Mais Figueirense no ataque, aos 30 minutos, com uma bomba de Helder, pela linha de fundo. O Paraná não consegui amais jogar e ainda passava por apuros. Aos 36 minutos, Dudu bateu com veneno e Léo teve dificuldade para defender e ceder escanteio. Em uma rara chegada paranista, Ítalo tentou um lançamento, aos 42 minutos, e pegou completamente torto da bola.

Para a etapa final, as equipes retornaram sem alterações. A partida voltou mais truncada, com muita marcação e as ações concentradas no meio-campo. Aos sete minutos, Índio cruzou fechado e Léo deixou a meta para interceptar. Aos 13 minutos, Bill recebeu na cara do gol e Léo saiu para defender e salvar, na melhor chance da partida até então.

Estreante no Paraná, Nathan arriscou seu primeiro chute aos 14 minutos, para defesa de Thiago Rodrigues. Para sorte dos donos da casa, o atacante Bill parecia não estar em uma boa noite. Aos 21 minutos, Guilherme Morassi cruzou e Brock apareceu para tirar de cabeça e aliviar. Triangulação do ataque catarinense, Bill deixou de calcanhar para Helder arrematar em cima da defesa.

Os tiros de longe foram a principal arma da noite. Aos 32 minutos, Elias arriscou mais um, direto pela linha de fundo. Aos 35 minutos, Felipe Alves foi lançado, dividiu com o goleiro e fez falta de ataque. O Paraná tentou pressionar nos últimos minutos. Aos 40 minutos, Renatinho lançou e Thiago Rodrigues saiu da meta para ficar com a bola.