Paraná cria bastante, mas só empata com o Botafogo-SP na Vila Capanema

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


Pela 32ª Rodada da Série B do Brasileirão, o Paraná produziu bastante no confronto com o Botafogo-SP na cidade de Curitiba, mas a efetividade do seu sistema ofensivo deixou a desejar. Como resultado, o empate de 1 a 1 manteve o time paranista dentro do Z4 com 33 unidades em 18° e o Bota logo atrás com seis pontos a menos, 27.

> Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro da Série B

NOVO ANO, VELHO PROBLEMA

Logo nos primeiros dez minutos de jogo, a partida demonstrou entrar em um contexto onde o torcedor paranista conhece (e lamenta) bastante: volume de oportunidades não convertidas. Enquanto Michel Douglas assustou o gol dos donos da casa na boa intervenção de Renan, Andrey bateu cruzado onde Igor defendeu e, na segunda, a mais clara: Renan Bressan foi travado por Robson no primeiro chute e, no segundo, bateu rasteiro e viu o arqueiro do Botafogo-SP fazer uma defesa quase que em cima da linha.

O FAMOSO "QUEM NÃO FAZ"...

​Se do lado dos anfitriões criar e não fazer era o grande problema da equipe que custa a briga na parte alta da tabela, o pior ataque da Série B se mostrou altamente eficiente na bola onde Matheus Anjos limpou a marcação e entregou para Ronaldo ajeitar e mandar no ângulo de Renan. Placar aberto na Vila Capanema para o Botafogo.

MARTELA Y MARTELA

Em situação bastante delicada na tabela de classificação, não restava outra alternativa de tom mais conservador ao Paraná, algo que forçou o time de Gilmar Dal Pozzo a avançar de maneira bastante agressiva para o ataque. Com isso, as oportunidades foram se acumulando, mas a conversão das chances parava numa mistura de ansiedade com uma tarde/noite bastante inspirada do arqueiro Igor.

Por sua vez, o Bota resistia de maneira um tanto quanto retraída em cenário onde só teve uma oportunidade de "desafogar" no lance com Ronald escapando com liberdade de marcação no lado esquerdo e batendo para uma excelente intervenção de Renan.

PERSISTÊNCIA RECOMPENSADA

De tantas vezes que o tricolor rondou a intermediária ofensiva, a "teimosia" acabou finalmente furando o bloqueio adversário no escanteio onde a zaga do Pantera fez o corte parcial e Igor defendeu uma batida forte que veio da meia-lua. Porém, no rebote, o meio-campista Karl deu o carrinho que deixou o marcador no Durival Britto igualado.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ x BOTAFOGO-SP - 32ª RODADA DO BRASILEIRO DA SÉRIE B

Estádio: Durival Britto, em Curitiba (PR)
Data: 4 de janeiro de 2021, às 17h
Árbitro: Zandick Gondim Alves Junior (RN)
Assistentes: Flavio Gomes Barroca (RN) e Francisco Assis da Hora (RN)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Hurtado, Guilherme Biteco, Karl, Paulo Henrique, Rafael Lima (PAR) / Raniele, Jeferson, Walisson Maia, Ronald (BOT)
Cartões vermelhos:

GOLS: Ronald (34'/1°T) (0-1), Karl (38'/2°T) (1-1)

PARANÁ (Técnico: Gilmar Dal Pozzo)

Renan; Paulo Henrique, Rafael Lima, Fabricio e Hurtado (Jean, no intervalo); Karl, Higor Meritão (Thiago Alves, aos 23'/2°T), Renan Bressan e Guilherme Biteco (Gabriel Pires, no intervalo); Andrey (Andrew, aos 9'/2°T) e Bruno Gomes (Bruno Lopes, no intervalo).

BOTAFOGO-SP (Técnico: Moacir Júnior)

Igor; Raniele, Robson, Walisson Maia e Guilherme Romão; Victor Bolt (Elicarlos, aos 16'/2°T), Ferreira (Jonata Macedo, no intervalo), Matheus Anjos (Bady, aos 25'/2°T) e Jeferson; Michel Douglas (Dodô, aos 15'/2°T) e Ronald (Martinelli, aos 36'/2°T).