Paralímpiadas: Dani Rauen se recupera, e Stroh vence japonês na segunda sessão do tênis de mesa

·2 minuto de leitura


Danielle Rauen e Israel Stroh foram os grandes vitoriosos na segunda sessão de confrontos do tênis de mesa nos Jogos Paralímpicos, na madrugada e manhã desta quarta, no Ginásio Metropolitano de Tóquio. Ela se recuperou depois de estrear com derrota para a húngara Alexa Szvitacs e agora derrotou a turca Neslihan Kavas, por 3 a 0 (11/3, 11/8 e 11/9). Já o paulista venceu o japonês Masachika Inoue por 3 a 2: 13/11, 5/11, 9/11, 11/7 e 11/9.

Virada memorável de Israel

A partida de Stroh, válida pela classe 7 (andantes com limitações) foi muito equilibrada. O primeiro set foi vencido pelo brasileiro por 13 a 11. No segundo, o japonês se impôs e fez 11 a 5. No terceiro, o competidor da casa abriu 6 a 1, permitiu Israel fazer 8 a 6, mas acabou vencendo o set por 11 a 9.

Stroh acertou seu saque na quarta parcial, o que o ajudou a abrir 9 a 2 no quinto set. Inoue esboçou uma reação, fazendo com que o técnico Andrews Martins pedisse tempo e acertasse o rumo. Israel Stroh seguiu na mesma pegada na parcial decisiva e conseguiu a boa vitória na estreia, por 3 a 2 (13/11, 5/11, 9/11, 11/7 e 11/9).

Agora, ele volta a jogar às 6h da manhã (horário de Brasília) desta quinta-feira, contra o egípcio Sayed Youssef, que venceu por 3 a 1 na estreia o australiano Jake Ballestrino. Prata na Rio-2016, o mesatenista de Santos avançará para o mata-mata se vencer este confronto do grupo E.

Rauen vence sem dificuldades

A catarinense se recuperou na segunda rodada e segue na briga por uma vaga na semifinal da classe 9, que também é para andantes com limitações. Dificuldades ela não encontrou para superar a turca Neslihan Kavas, por 3 a 0 (11/3, 11/8 e 11/9). Agora, ela enfrenta a chinesa Xiong Guiyan, precisando vencer para garantir a classificação para as semifinais, na próxima quinta-feira, às 21h (horário de Brasília).

Também na classe 9 feminina, mas no grupo B, Jennyfer Parinos perdeu para a sul-coreana Kim Kun-hea, por 3 a 1 (10/12, 11/9, 8/11 e 6/11). Agora, ela precisa superar a polonesa Karolina Pek, na última rodada, para se manter com chances de classificação.

Estreias

Outros três brasileiros estrearam nos Jogos Paralímpicos. Na classe 10 masculina, Carlos Carbinatti perdeu para o francês Mateo Boheas, por 3 a 0 (11/4, 11/4 e 11/8). Na classe 7 feminina, Millena França caiu para a chinesa Wang Rui, pelo mesmo placar (4/11, 1/11 e 3/11), que se repetiu na classe 4 feminina, com Joyce Oliveira, vencida pela chinesa Gu Xiaodan (5/11, 4/11 e 3/11).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos