Para Mauro Cezar, técnicos brasileiros torceram contra 'fico' de Jesus no Flamengo


O jornalista Mauro Cezar Pereira, da "ESPN Brasil", criticou uma possível mediocridade dos treinadores brasileiros sobre a renovação de contrato de Jorge Jesus com o Flamengo. Segundo Mauro, em comentário no podcast "Papo de Bola", do "UOL", a permanência do português não teria agradado aos rivais do clube, muito menos aos técnicos.

- Por terem se acomodado com a mediocridade do futebol brasileiro, os treinadores enxergam o Jorge Jesus como uma ameça. Ao invés de trabalharem, se renovarem para superá-lo em 2020, eles torceram para que ele saísse, mas acabou que o Flamengo renovou o contrato com ele - opinou o jornalista.

Jorge Jesus renovou seu contrato com o Rubro-Negro já no fim de maio. Nas redes sociais, o comandante português anunciou que seguirá no clube por mais um ano e disse ter uma relação de amizade com os jogadores. Jesus ainda elogiou as instalações do time carioca. Em um ano à frente do Flamengo, Jesus foi campeão da Libertadores e do Brasileirão, em 20919.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também