Para Mauro Cezar, Roger Machado não foi bem no Fluminense, mas há exagero em críticas

·1 minuto de leitura


O Fluminense anunciou, neste sábado, a demissão do técnico Roger Machado e já confirmou quem será o comandante tricolor até o final da temporada. Nas redes sociais, muitos torcedores comemoraram a iniciativa do clube carioca. Para o jornalista Mauro Cezar Pereira, o Fluminense não vinha bem com Roger, mas o técnico não merece 100% da culpa pela fase do grupo.

+ Confira a tabela de jogos e a classificação do Brasileirão Série A

- Roger não fez um bom trabalho no Fluminense. Creio que ele mesmo tenha consciência de que deveria ter se saído melhor. Mas atribuir 100% do que se passa com time a ele me parece exagerado. O Fluminense de 2020 para cá foi além do esperado e ampliou expectativas além do momento do clube - digitou Mauro no Twitter.

Pressionado pelo desempenho ruim, o técnico não resistiu após a eliminação do Fluminense na Libertadores e foi demitido após reunião da diretoria neste sábado. O Tricolor caiu na competição após empatar com o Barcelona de Guayaquil por 1 a 1 no Equador. A ida havia sido 2 a 2, no Rio de Janeiro.

Campeão da Copa do Brasil de 2007, quando marcou o gol do título, Roger Machado jogou no Fluminense entre 2006 e 2008. Esta foi a primeira passagem dele na equipe, onde esteve por 42 jogos, com 19 vitórias, 12 empates e 11 derrotas, um aproveitamento de 54,7%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos