Para manter reflexo, Éverson, do Santos, treina com bolas de tênis

Fábio Lázaro*
LANCE!


Mesmo obedecendo as determinações de treinamento durante a paralisação do futebol brasileiro, durante a pandemia do novo coronavírus, os goleiros são os que mais tem sofrido durante esse período. Titular da meta do Santos, Éverson tem buscado driblar as limitações de espaço para manter o reflexo.

O goleiro santista tem improvisado uma atividade com bolas de tênis na quadra de futsal do seu condomínio para não “enferrujar” no período de suspensão dos compromissos profissionais.

– Eu estou trabalhando com um personal e temos usado algumas bolas de tênis batendo na parede em uma distância muito curta, para que eu possa trabalhar o reflexo. Isso tem me ajudado muito não só o ano passado, mas desde a minha temporada 2018, pelo Ceará – disse em entrevista a Rádio Globo, nesta sexta-feira.



Mesmo com a solução, o camisa 22 admite que sente falta dos treinamentos no CT Rei Pelé.

– É totalmente diferente, você não tem o próprio treinador de goleiros, o Arzul, para chutar as bolas, não tem aquele trabalho de cair, então você acaba perdendo. Tenho treinado em uma quadrinha no meu condomínio, mas não chega nem perto de ser aquele trabalho que a gente faz em campo, no dia a dia, mas a gente vai improvisando o melhor possível, para que a possamos passar por essa pandemia o mais rápido possível e poder trabalhar nos gramados – afirmou.

O último treino do Peixe foi no dia 16 de março, a partir dali os atletas ficaram em suas residencias por determinação da diretoria, que cumpriu a determinação estadual de distanciamento social. A partir de abril os atletas ganharam férias, que se encerrarão no dia 30. A retomada das atividades no Centro de Treinamentos do Santos está prevista para o dia 4 de maio, daqui nove dias.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também