Para ficar tranquilo nas finanças, Flamengo precisa repetir sucesso de 2019 em 2020

Yahoo Esportes
Flamengo teve um ano sensacional em campo e nas finanças (Bruna Prado/Getty Images)
Flamengo teve um ano sensacional em campo e nas finanças (Bruna Prado/Getty Images)

O Flamengo teve um 2019 espetacular. Campeão da Libertadores e do Brasileirão, receitas acima das R$ 800 milhões e muita alegria para a sua torcida. Porém, para ter ainda mais tranquilidade em suas contas, o Mengão precisa repetir os bons resultados do campo em 2020. Com isso, o grande desafio do Flamengo é manter o domínio dentro e fora dos gramados.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Começando por 2019, o Flamengo teve um ano fabuloso. O clube deverá fechar as contas ‘no azul’ graças as premiações do Brasileirão, Libertadores e Mundial de Clubes. Outro fator que ajuda a ‘explosão’ das receitas foi a venda recorde de Lucas Paquetá para o Milan, por 35 milhões de euros, sendo que o Fla recebeu 30 milhões de euros até o final de 2019. Os custos de 2019 passaram dos R$ 470 milhões, contando a altíssima folha salarial que se aproxima da casa dos R$ 20 milhões mensais. 

Leia também:

O resultado líquido do que foi realizado em 2019 é de R$ 112 milhões. As receitas foram de R$ 857 milhões contando todas as premiações e bônus. Até esse momento, o mundo parece o ideal para o Flamengo. No entanto, o projetado para 2020 tem uma diferença de mais de R$ 100 milhões para baixo (valor é de R$ 726 milhões). E onde está essa diferença para baixo?

As premiações são um dos motivos. O Flamengo tem uma expectativa altíssima de repetir o ano de 2019, mas isso também é um problema. O Fla pode sofrer eliminações precoces nas competições e receber um valor menor do que o projetado, o que faria uma grande diferença no resultado líquido. Outro ponto é a venda de jogadores. O clube vai negociar algum dos atletas ou manterá a base? Não existe a necessidade de negociação e nem outro Paquetá, jogador bastante valorizado, para fazer a diferença no balanço do próximo ano.

O Flamengo também aprovou o orçamento de 2020 com R$ 283 milhões em direitos de transmissão e isso depende bastante do posicionamento no final dos campeonatos. Nessa projeção, o clube precisa ser – pelo menos – vice-campeão Brasileiro, finalista da Copa do Brasil e semifinal da Copa Libertadores. Para o Mengão isso não é impossível, mas as expectativas não alcançadas podem mudar alguns rumos do planejamento dos próximos anos. 

As vendas, como falamos, não vão bater os R$ 300 milhões conseguidos nessa temporada. Nessa projeção, o Flamengo baixou para R$ 80 milhões em negociações de atletas. Porém, a ideia do clube é não pensar nas vendas, apenas focar em situações pontuais que apareçam ao longo da temporada.

Mais um fator que deve ajudar o Flamengo é a renda do Maracanã. Foram mais de R$ 120 milhões em ingressos na temporada com as melhores médias de público do ano. E isso deve se repetir em 2020, como jogos da Recopa, Copa do Brasil, Brasileirão e, principalmente, da Libertadores. 

Para fechar, o grande problema do Flamengo é o aumento de salários e das dívidas. O primeiro deve aumentar em mais de R$ 48 milhões para a próxima temporada – com renovações e bônus. E esse valor está projetado no orçamento da próxima temporada. As dívidas são o segundo ponto. Elas chegaram na casa dos R$ 600 milhões e aumentaram principalmente por causa de empréstimos bancários, que são 20% do valor devido. Porém, isso não causa tanta preocupação. Menos de R$ 200 milhões precisam ser pagos até dezembro de 2020.

O Flamengo tem todas as fórmulas na mão para dominar o futebol brasileiro nos próximos anos, mas é necessário tomar cuidado com o excesso de expectativa para 2020, principalmente, em competições mata-mata, onde uma eliminação nem sempre é uma situação absurda. 

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também