Para Diego Ribas, 'nem sempre a sociedade está pronta para ouvir a opinião do jogador de futebol'

·1 min de leitura


Em entrevista ao programa 'Conversa com Bial', o meia do Flamengo Diego Ribas falou sobre as dificuldades de expressar suas opiniões sendo um jogador de futebol. O atleta destacou que acredita que 'se calar' não é o caminho certo e que, muitas vezes, os jogadores são cobrados por questões alheias aos assuntos.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

- Eu acredito que se calar não é o caminho porque, muitas vezes, a omissão acaba sendo quase como uma concordância com aquilo nós não acreditamos. O que acontece, na minha opinião, eu acredito que o jogador primeiro ele tem que ter consciência de que ele é uma referência, é um ídolo e isso não porque ele pediu ou quis, é porque vem junto do pacote - explicou o meia.

- O que eu acredito, assim, vendo de forma imparcial é que nem sempre a sociedade está pronta para ouvir a opinião do jogador de futebol. Porque, muitas vezes, ele está atrelado ao ao desempenho e também sendo julgado pelo salário que ganha. Se ele está em um momento que acabou de perder um gol e ele vai dar uma opinião: "ah, você tem é que fazer gol!" - continuou o atleta.

+ Árbitro agredido reclama de punição ao atleta e mais do Fora de Campo!

- Então é distorcido naquele momento, e já dificulta. Se ele vai falar dos problemas econômicos e sociais que nós temos, você vai ser acusado, como já aconteceu comigo algumas vezes: "po, faz você, você ganha não sei quantos milhões, faz você!" - acrescentou Diego Ribas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos