Papel de Messi e futuro de Griezmann: as perguntas que precisam ser respondida em LaLiga

Goal.com

Quando a bola rolar no sábado, contra o Mallorca, a espera de 98 dias sem futebol finalmente se encerrará para o Barcelona. Foram mais de três meses sem jogos devido a pandemia da Covid-19. Mas mesmo neste hiato de LaLiga, o Barça foi um protagonista nas manchetes.

O clube se planejava para fazer grandes contratações para a próxima temporada, mas a pandemia veio como um balde de água fria. Sem dinheiro para grandes investimentos, o Barcelona deve focar em um jogador, que deve ser Lautaro Martínez, deixando a contratação de Neymar de lado.

Mesmo com a derrota no último El Clásico, o Barcelona retomou a liderança LaLiga e tem dois pontos a mais que o arquirrival Real Madrid. Faltando 11 jogos para a definição do campeonato, o Barça conseguirá fazer um bom trabalho? Diversas dúvidas pairam sobre o time.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Alguém é capaz de aliviar o fardo de Messi?

20200303_Messi
20200303_Messi

"Messidependência". As responsabilidades de Leo Messi só aumentaram nos últimos anos, principalmente após a saída de Neymar e com Luis Suárez envelhecendo e lidando com problemas físicos. No atual campeonato, o argentino já contribuiu com 19 gols e 12 assistências em 22 partidas.

Para efeitos de comparação: a soma os números de Suárez e Antoine Griezmann em LaLiga é de 19 gols e 11 assistências em 43 jogos. Seriam números bons em outros times, mas o camisa 10 está fazendo sozinho o trabalho de dois dos melhores atacantes da atualidade.

"Se Messi está falando e te dá um conselho, você pega isso porque ele é de longe o melhor jogador do mundo. Ele te dá conselhos, vocês escuta", analisou o holandês Frenkie de Jong, que está em sua primeira temporada no Camp Nou.

O craque fará 33 anos no final de junho e mesmo sendo o jogador mais talentoso do mundo ainda hoje, seus companheiros precisam saber que nem sempre Messi conseguirá decidir tudo sozinho.

Setién realmente é a pessoa certa para o Barça?

Quique Setién tem seus admiradores na Espanha mas todos sabem que ele não era a primeira escolha do Barcelona após a saída de Ernesto Valverde. Xavi confirmou que foi convidado para assumir o cargo e Ronald Koeman, ex-jogador do clube e treinador da seleção holandesa, também recusou o convite.

Seguidor de Johan Cruijff, Setién estava livre no mercado desde o fim da última temporada, após ser demitido do Bétis. Até agora, foram oito vitórias em 12 jogos, sem convencer com o estilo de jogo, eliminado da Copa do Rei, em uma situação difícil na Liga dos Campeões e derrotado pelo maior rival.

Talvez nem mesmo o eventual título de LaLiga seria suficiente para Setién manter o cargo. O treinador precisa se mostrar capaz de jogar no "estilo Barça" para continuar à frente do time na temporada 2020-21.

Griezmann realmente pode ser vendido?

Antoine Griezmann Barcelona Levante LaLiga 02022020
Antoine Griezmann Barcelona Levante LaLiga 02022020

Já está claro que o Barcelona abriu mão de muitos jogadores de seu elenco, não fazendo questão de mantê-los para o próximo ano. Apenas Messi, Ter Stegen, De Jong e Fati receberam o status de "intocáveis" e não deixarão o Camp Nou tão cedo.

Ivan Rakitic, Nélson Semedo, Arturo Vidal, Junior Firpo e Arthur Melo foram considerados potenciais pesos-pesados para serem vendidos e renderem dinheiro ao clube e, como tal, é difícil ver qualquer um deles tendo muito futuro em Camp Nou. Acredita-se também que atualizações podem ser encontradas para jogadores como Neto, Clement Lenglet e Samuel Umtiti.

Mas quem parece ter um grande ponto de interrogação em seu futuro é Griezmann. Comprado por 120 milhões de euros, o francês não se encaixou no trio de ataque catalão. Com apenas oito gols na temoprada, o Barça realmente considera vender o campeão do mundo.

Outros dois jogadores contratados a peso de ouro podem deixar o Barcelona nos próximos meses: Ousmane Dembélé e Philippe Coutinho, que viu seu sonho se transformar em pesadelo.

Leia também