Papa Francisco manda mensagem para a Copa do Mundo

Papa Francisco fez apelo para a Copa do Mundo de futebol que se realiza no Catar. Foto: Lorenzo Di Cola/NurPhoto via Getty Images
Papa Francisco fez apelo para a Copa do Mundo de futebol que se realiza no Catar. Foto: Lorenzo Di Cola/NurPhoto via Getty Images

O Papa Francisco fez nesta quarta-feira (23) um apelo para que a Copa do Mundo de futebol que se realiza no Catar seja uma ocasião de encontro e concórdia entre as nações, promovendo a fraternidade e a paz entre os povos”.

"Gostaria de enviar minhas saudações aos jogadores, torcedores e espectadores que acompanham de vários continentes a Copa do Mundo que está acontecendo no Catar. Que este importante evento seja uma ocasião de encontro e confraternização entre as nações, promovendo a fraternidade e a paz entre os povos”, disse no final da audiência geral que se realizou como todas as quartas-feiras na Praça de São Pedro.

Leia também:

A escolha do Catar como sede da Copa do Mundo suscitou duras críticas por suas políticas internas, restritivas às liberdades individuais, aos direitos trabalhistas e ao respeito às minorias.

Diferentes ONGs internacionais, como a Anistia Internacional (AI) ou Human Rights Watch (HRW), denunciaram a situação dos direitos humanos no país árabe, com base em exaustivas investigações e numerosas fontes.

Durante sua recente viagem ao Bahrein, o pontífice argentino defendeu que toda a região do Golfo Pérsico promova "direitos e condições justas e cada vez melhores para trabalhadores, mulheres e jovens, garantindo respeito e cuidado para aqueles que sofrem maior marginalização na sociedade, como aqueles que emigraram e prisioneiros".

Recentemente o Papa recebeu um grupo formado por cerca de 200 jogadores de futebol, familiares e amigos. Entre eles estava o brasileiro Ronaldinho Gaúcho, que estava em Roma para participar da Partida pela Paz no Estádio Olímpico, promovida pela Fundação Pontifícia Scholas Occurrentes.

Na ocasião ele agradeceu o gesto dos futebolistas presentes: "Agradeço a todos vocês que vêm de diferentes lugares, e lugares distantes, para jogar uma partida: uma partida, sim, mas uma partida pela paz", celebrou o argentino.