Papa Francisco lamenta a morte de Diego Armando Maradona, aos 60 anos

·1 minuto de leitura
Foto: HANDOUT / STR

O Papa Francisco lamentou, na tarde desta quarta-feira, a morte de Diego Maradona, de quem é compatriota. Um porta-voz do Vaticano disse que o sumo pontífice 'lembra com afeto as ocasiões de encontro desses anos" com o ex-jogador.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Torcedor do San Lorenzo, Francisco é autodeclarado apaixonado por futebol e já encotrou pessoalmente com Maradona em diferentes ocasiões desde que se tornou potífice. Em 2014, o atleta presenteou o pontífice com a camisa 10 da seleção argentina.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No ano seguinte, o Maradona teve outro encontro com o papa no Vaticano, desta vez privado, e saiu se dizendo "torcedor de Francisco".

— É um papa muito bom, fantástico. Vai fazer coisas muito boas pelos jovens. Hoje sou torcedor de Francisco. O fã número 1 de Franscisco sou eu — declarou o ex-jogador.

Leia também:

Em 2016, os dois se encontraram mais uma vez. O ídolo do futebol solicitou uma visita ao sumo pontífice e foi atendido. Ele estava em Roma para participar do amistoso denominado "Unidos pela paz". A breve reunião foi marcada por um abraço.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.