Pandemia fez valorizar bairros afastados do centro, diz pesquisa

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Bairros próximos à praia valorizaram no Rio. (Foto: Getty Images)
Bairros próximos à praia valorizaram no Rio. (Foto: Getty Images)

Aos poucos, os efeitos da pandemia do novo coronavírus vão se fazendo sentir não apenas na sociedade, mas até na forma como as cidades se organizam e se moldam.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Uma nova pesquisa divulgada pela plataforma líder de locação de imóveis QuintoAndar, repercutida pela Exame, mostra exatamente isso: os efeitos da pandemia sobre as cidades.

Leia também:

E segundo a pesquisa, no segundo semestre do último ano, período que coincide com a chegada da pandemia no Brasil, os bairros que viram o aluguel mais valorizar em grandes capitais foram aqueles mais afastados dos centros comerciais.

Na contramão, bairros mais centrais, próximos a zonas comerciais e com maiores aglomerações, viram o valor do aluguel cair.

A pesquisa foi realizada em São Paulo e Rio de Janeiro, os dois maiores mercados do Brasil, e nas duas capitais a mesma tendência foi identificada, segundo a pesquisa conduzida pela QuintoAndar.

“Em 2020, os bairros mais afastados dos grandes centros comerciais foram os mais valorizados”, disse em entrevista à Exame Fernando Paiva, da QuintoAndar. “Isso pode ser reflexo das novas estruturas de trabalho remoto trazidas pela pandemia. Ou seja, os inquilinos estão buscando mais conforto para atender às suas novas necessidades e abrindo cada vez mais mão de estar perto do trabalho, por exemplo, e isso pode aumentar a oferta.”

Em São Paulo, bairros como Mandaqui, Vila Carrão e Bom Retiro viram a maior alta, enquanto Santo Amaro e Real Parque lideraram a queda.

Já no Rio, bairros mais afastados e próximos à praia, como Barra da Tijuca e Recreio, valorizaram, enquanto outros mais centrais, como Lagoa, Laranjeiras e Botafogo, caíram.

Veja a lista compilada pela Quinto Andar, de altas e baixas no segundo semestre de 2020:

São Paulo

Aluguel subiu:

  1. Mandaqui: +14,1%

  2. Vila Carrão: +9,9%

  3. Bom Retiro: +9,3%

  4. Butantã: +9,3%

  5. Jardim São Savério: +8,6%

Aluguel caiu:

  1. Santo Amaro: -31,3%

  2. Centro: -29,7%

  3. Real Parque: -28%

  4. Vila Nova Conceição: -26,5%

  5. Paraíso: -21,2%

Rio de Janeiro

Aluguel subiu:

  1. Barra da Tijuca: +14,5%

  2. Leblon: +14,4%

  3. Recreio: +13,2%

  4. Vila Isabel: +12,8%

  5. Freguesia: +12,5%

Aluguel caiu:

  1. Lagoa: -16,2%

  2. Santa Teresa: -15,0%

  3. Ipanema: -13,1%

  4. Laranjeiras: -10,2%

  5. Botafogo: -5,4%

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube