Panam Sports recebe mais vacinas e alcança as 6.000 doses para atletas olímpicos

·2 minuto de leitura
O presidente da organização esportiva Pan-Americana, Neven Ilic (com a bandeira) na cerimônia de encerramento dos Jogos Pan-americanos de Lima, no dia 11 de agosto de 2019

A organização esportiva panamericana (Panam Sports) anunciou nesta quarta-feira que receberá 2.000 doses de vacinas contra a covid-19 e chegará a 6.000 para a vacinação de atletas que participarão dos Jogos Olímpicos de Tóquio e outros eventos esportivos.

A Panam Sports chegou a um acordo com a cidade de Houston e o Comitê Olímpico e Paraolímpico dos Estados Unidos, que entregará 2.000 doses de vacinas contra a covid-19 e as 4.000 que o órgão esportivo confirmou na terça-feira, graças à colaboração da Universidade de Miami e o Consulado do México naquela cidade do estado da Flórida.

"Com esta aliança e as 4.000 vacinas que estarão disponíveis em Miami, no total serão 6.000 doses da vacina Johnson & Johnson para todos os atletas e membros das delegações das Américas que farão parte dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021 e do Jogos Panamericanos Juniores Cali-2021", disse um comunicado da Panam Sports divulgado em Santiago do Chile.

O processo de vacinação em Houston começará no dia 1º de junho e acontecerá no mesmo aeroporto dessa cidade americana e as passagens dos atletas serão pagas pela Panam Sports.

"Ter chegado a esses acordos, ajudá-los com as passagens aéreas e tirar deles uma preocupação para que possam se concentrar em sua competição nos Jogos Olímpicos nos enche de orgulho e alegria", disse o presidente da Panam Sports, o chileno Neven Ilic.

Atletas e membros das delegações já classificados ou credenciados para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2021 e para os Jogos Pan-americanos Juniores Cali-2021 devem entrar em contato com seus respectivos Comitês Olímpicos Nacionais o mais rápido possível para se inscrever e iniciar seu processo de vacinação o mais rápido possível.

"A resposta que temos recebido dos Comitês Olímpicos Nacionais e dos atletas é impressionante. Todos eles são muito gratos, já que muitos não sabiam onde poderiam ser vacinados e se seriam capazes de se vacinar antes de competir em Tóquio", disse Ilic, que vai supervisionar em Miami a vacinação das primeiras 4.000 doses.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio deveriam ter sido realizados em 2020 em julho e agosto, mas a pandemia forçou o adiamento para este ano a partir de 23 de julho, embora ainda com vozes que temem pela segurança da saúde dos atletas diante da pandemia que se recusa a deixar o Japão.

msa/pa/gfe/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos