Palmeirenses valorizam empenho e respaldo da torcida após eliminação

Não deu. O Palmeiras até venceu a Ponte Preta por 1 a 0 na noite desse sábado, no Palestra Itália, mas acabou eliminado do Campeonato Paulista, já que no duelo de ida, em Campinas, a Macaca abriu três gols de vantagem. Mesmo assim, os jogadores do Verdão deixaram o campo valorizando a entrega da equipe no gramado e, principalmente, o respaldo da torcida, que aplaudiu o time alviverde após o apito final.

“Lutamos, é isso que o torcedor queria, é só ver a reação depois do jogo. O que lamentamos é a atuação do primeiro jogo, quando o Palmeiras não entrou em campo. Embora triste, o palmeirense sai de cabeça erguida, e o time fortalecido para o resto do ano”, analisou o zagueiro Edu Dracena.

“Eles souberam jogar aqui, a gente lutou, pena que a bola não entrou antes para a gente fazer pressão. Temos que agradecer o apoio da torcida, que não abandonou o time. Daremos grandes alegrias para eles”, completou o experiente zagueiro.

Capitão do Palmeiras, o atacante Dudu também adotou a mesma linha em seu discurso. “Tivemos volume, intensidade, infelizmente não conseguimos. Agora é erguer a cabeça, tem jogo quarta-feira”, explicou, já de olho no confronto contra o Peñarol, no Uruguai, quarta-feira, pela Copa Libertadores da América.

Antes de concluir, Dudu ainda fez questão de se declarar ao time que defende e garantiu que vai cumprir seu contrato. “Fico no Palmeiras, tenho contrato com o Palmeiras, amo esse clube, vou defendê-lo até o último dia”, avisou.