Palmeirenses festejam vantagem, mas alertam: 'Nada está definido'

Palmeirenses destacaram a entrega e a inteligência do time para matar o jogo em Santiago (Foto: AFP)

Palmeirenses festejam vantagem, mas alertam: 'Nada está definido'

Palmeirenses destacaram a entrega e a inteligência do time para matar o jogo em Santiago (Foto: AFP)

A missão parecia difícil, mas o Palmeiras tornou um pouco mais fácil ao abrir 2 a 0 sobre o Colo-Colo no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, em Santiago. O gol cedo, logo aos dois minutos de jogo, ajudou o time visitante a construir o resultado, no entanto, apesar da boa vantagem, os jogadores do Verdão pregam cautela para a volta no Allianz Parque.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Um desses palmeirenses que se manifestaram com precaução sobre a vitória fora de casa foi o meio-campista Moisés, um dos melhores em campo nesta quinta-feira. Para ele, o time se dedicou durante toda a partida e teve inteligência para matar o jogo, mas não vê vida fácil na partida de volta.

- A gente sabe a dificuldade de jogar Libertadores fora (de casa). No segundo tempo deixamos de jogar um pouco, sabemos disso, mas já tínhamos o resultado e sabíamos que com um contra-ataque conseguiríamos matar a partida. Tivemos a felicidade, e a equipe está de parabéns pela entrega, pela vitória, mas não tem nada definido - declarou o camisa 10.

Outro personagem do triunfo foi Dudu, autor do segundo gol, aquele que matou a partida a favor do Palmeiras e deu um alívio em momento complicado do duelo. O meia-atacante analisou o adversário como um estilo de jogo diferente do que estão acostumados e alertou para a volta em São Paulo.

- O adversário é difícil, joga de um jeito que no Brasil não estamos acostumados, com três zagueiros, dois alas. Ganhamos, mas não tem nada definido. Fico feliz de ter marcado, ajudado o Palmeiras, hoje fui feliz de marcar e a vitória é da equipe - afirmou o camisa 7 na saída de campo.

Dudu, em seguida, completou sua análise sobre o adversário chileno e disse que o time estava preparado para aproveitar os contra-ataques que teria chance durante a partida, principalmente por abrir o placar aos dois minutos do primeiro tempo.

- Sabíamos que seria um jogo muito difícil, a equipe deles aqui é muito forte, faz uma pressão muito forte, jogando com dois alas. Sabíamos que poderíamos ter muitas chances de contra-ataque. Fomos felizes por fazer gol logo no começo. Isso ajudou bastante - concluiu o palmeirense.

O Palmeiras volta a campo neste domingo, às 18h, para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro, em jogo válido pela 26ª Rodada do Brasileirão-2018.

Leia mais:
Jair reúne funcionários do Timão para pedir apoio
Mulheres estão no comando de clubes da América do Sul
Como explicar a explosão de 'Fortnite' e 'PUBG'

Leia também