Palmeirense critica posição de Infantino sobre Copa Rio-51

Yahoo Esportes
João Carlos Vital (esq.), prefeito de São Paulo, entrega o troféu de campeão da Copa Rio de 1951, a jogadores (Gazeta Press)
João Carlos Vital (esq.), prefeito de São Paulo, entrega o troféu de campeão da Copa Rio de 1951, a jogadores (Gazeta Press)

As declarações do presidente da Fifa, Gianni Infantino, sobre a Copa Rio-51, em sua passagem pelo Brasil, desagradou Roberto Frizzo, cartola palmeirense que dirigiu o resgate histórico para reconhecimento do status de Mundial da competição.

Infantino, em entrevistas no Brasil, tratou com bom-humor a questão da Copa Rio-51, afirmou que a Fifa já deu o título de campeão mundial aos vencedores da Copa Intercontinental, entre 1960 e 2004, o que não inclui o vencedor da Copa Rio-51.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“O presidente da Fifa indicou que que é preciso pensar no presente e no futuro, e não no passado, mas a Copa Rio é uma parte importante do passado do Palmeiras, do Brasil e da própria Fifa”, analisa Frizzo. “Pelo raciocínio dele, o que devemos fazer com a ata na qual a Fifa reconheceu a Copa Rio-51 como Mundial e com a carta enviada ao [então ministro] Aldo Rebelo? Rasgar?”

“Da minha parte pretendo continuar a minha cruzada para o reconhecimento da parte da Fifa, e conto com o apoio do Palmeiras, como já externei em conversa com o presidente Mauricio Galiotte”, conclui Frizzo.

Mais no Yahoo Esportes:

Vasco e Flamengo tomam prejuízo em plena final do Carioca

Final aberta do Paulista com um SP em ascensão contra um Corinthians abaixo da média

Justiça dá ganho a Gustavo Henrique e Dorival em ação de árbitro

Vídeo de Cristiano Ronaldo escancara falta de incentivo a meninas no futebol


Leia também